Apresentação de Websites das Revistas Neorrealistas “Sol Nascente”, “Cadernos da Juventude”, “Altitude” e “Ler” | sexta-feira, 18 de Junho | 18h0

O Município de Vila França de Xira estabeleceu em Abril de 2020 um protocolo de colaboração com a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, que tem como principal objectivo o estudo e edição digital das revistas neo-realistas Cadernos da Juventude (1937), Sol Nascente (1937-1940), Altitude (1939) e Ler (1952-1953), que fazem parte do acervo do Museu. Pretende-se com este trabalho aprofundar do conhecimento sobre o neo-realismo, valorizando o seu legado histórico, assim como facilitar a divulgação destas fontes primordiais do movimento junto de um público mais vasto.

Concluído que está este trabalho, procederemos à sua apresentação pública, em sessão a decorrer no próximo dia 18 de Junho, pelas 18h00, no Museu do Neo-Realismo. A sessão conta com a participação de João Madeira, que fará a apresentação das revistas, e de Luís Crespo de Andrade, que conduzirá a apresentação (com navegação) dos sites respectivos.

Entrada livre. Lugares limitados de acordo com as normas da Direcção-Geral da Saúde.

 

A Ficção de Teresa Veiga | E-Book  

Organização

Departamento de Línguas e Literaturas Românicas da Universidade Masaryk de Brno

Grupo 1 – Literatura e Cultura Portuguesas (CLEPUL)

 

Comissão Organizadora

Silvie Špánková (Faculdade de Letras da Universidade Masaryk de Brno)

Serafina Martins (Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa/ CLEPUL)

 

 

Chamada para trabalhos

Teresa Veiga é a única escritora portuguesa que, até 2020, recebeu três vezes o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco, promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e pela Associação Portuguesa de Escritores. Concretamente, foi-lhe atribuído em 1992, com o livro História da Bela Fria (também Prémio Pen Clube Português de Ficção), em 2008, com Uma Aventura Secreta do Marquês de Bradomín, e em 2015, com Gente Melancolicamente Louca. Os prémios e o consequente reconhecimento da qualidade da sua obra não impedem, contudo, que seja uma autora ainda insuficientemente conhecida, para o que contribui o facto de a sua presença pública ser raríssima. Sabe-se, inclusive, que já esteve em lançamentos de livros seus, mas sem que o público soubesse de quem se tratava. É, assim, uma autora misteriosa, que fomenta a curiosidade dos leitores, interessados, naturalmente, em saberem mais sobre quem escreve obras que admiram. Para além disso, os seus textos constituem, usando uma expressão antiga de Jorge de Sena “um grande mistério artístico”, proveniente, em termos genéricos, da sua excepcionalidade literária e ancorada, por exemplo, na forma como mistura diferentes planos de representação (entre o realismo e o fantástico) ou como constrói as suas personagens, maioritariamente femininas, conferindo-lhes uma identidade que resiste a leituras simplificadoras. Também essas personagens são um mistério, embora integrem histórias onde existe grande quantidade de informação; há um jogo de aparências entre o que se conhece e o que se desconhece, entre o que aconteceu e o que poderia ter acontecido, no fundo, entre a verdade e a ilusão.

Embora Teresa Veiga tenha começado a publicar em 1981 (Jacobo e Outras Histórias) e embora concite a admiração de públicos diversificados, não existe ainda publicado um trabalho monográfico dedicado apenas às suas narrativas. Com o e-book, pretende-se aprofundar e disseminar o conhecimento sobre a autora, que até hoje publicou romances, novelas e sobretudo contos e é uma escritora canónica da narrativa breve.

Assim, apela-se ao envio de ensaios sobre a ficção de Teresa, cujos temas devem ser livremente escolhidos pelos proponentes. A maior dedicação à narrativa breve, dando expressão a uma tendência da literatura hiper-contemporânea, pode ser, naturalmente, um assunto a tratar, tal como outros no âmbito dos géneros literários e da contemporaneidade.

 

Informações para autores

Edição

Os ensaios serão apreciados no regime de peer review e publicados em editora indexada.

 

Cronograma

. Envio dos ensaios: 16 de Julho de 2021

. Informações sobre a avaliação (peer review) dos ensaios: 17 de Setembro de 2021

. Data prevista para a edição: Dezembro de 2021

 

Endereço electrónico (para informações e envio dos ensaios) ficcao.teresa.veiga@gmail.com

 

Normas editoriais

Norma autor-data de Chicago, de acordo com o The Manual of Chicago Style, 17.ª edição.

Síntese disponível em: https://www.chicagomanualofstyle.org/tools_citationguide/citation-guide-2.html

 

Exemplos disponíveis aqui

Prémio Literário UCCLA – Prolongamento do prazo de candidaturas até 28 de Fevereiro de 2021

As candidaturas para a 6.ª edição do Prémio Literário UCCLA – Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa foram prolongadas até ao dia 28 de fevereiro de 2021.

O Prémio Literário UCCLA tem como objetivo estimular a produção de obras literárias, nos domínios da prosa de ficção (romance, novela, conto e crónica) e da Poesia, em língua portuguesa, por novos talentos de escritores. Ao concurso só pode concorrer quem nunca editou uma obra literária e poderá enviar uma única obra a concurso.

Este prémio, criado em 2015 com o Movimento 800 Anos da Língua Portuguesa, conta com a parceria da editora A Guerra e Paz – que passará a responsabilizar-se pela edição da obra premiada – e da Câmara Municipal de Lisboa – no âmbito do Festival Literário de Lisboa – 5L.

A participação na presente edição deverá ser feita até às 24h00 do dia 28/02/2021, por correio eletrónico para o endereço premioliterario@uccla.pt nos termos previstos no regulamento.

Para mais informações consulte a página da UCCLA.

 

Prémio Nacional de Conto João de Araújo Correia

O Prémio Nacional de Conto João de Araújo Correia é uma organização conjunta da Câmara Municipal do Peso da Régua e da Tertúlia João de Araújo Correia e tem como objetivo incentivar a produção literária em língua portuguesa e, simultaneamente, homenagear João de Araújo Correia, um dos mais destacados contistas do século XX.

Este Prémio considerará a modalidade Conto, com tema livre.

Os trabalhos a concurso deverão ser enviados para o seguinte endereço postal: Câmara Municipal do Peso da Régua
PRÉMIO NACIONAL DE CONTO JOÃO DE ARAÚJO CORREIA
Praça do Município
5054-003 Peso da Régua

Cada participante poderá concorrer apenas com um trabalho, obrigatoriamente original e inédito.

O trabalho a concurso deverá ser assinado com um pseudónimo, o qual deverá constar no canto superior direito da primeira página do trabalho. Cada trabalho deverá ser acompanhado por envelope fechado, onde conste a identificação do concorrente.

O trabalho a concurso deverá ser apresentado em língua portuguesa, em páginas A4 digitadas de um só lado, com espaçamento 1,5, tipo de letra Times New Roman, tamanho 12, não excedendo as 7 páginas.

O envio do trabalho deverá ser feito em triplicado.

A data limite para apresentação de trabalhos a concurso é 30 de abril de 2021 (data do carimbo dos CTT).

O regulamento encontra-se disponível aqui.

Conferência online | Ciclo Literatura Escrita por Mulheres | Os Anjos, de Teolinda Gersão | 28 jan. | 18h00

 

Isabel Araújo Branco organiza a edição de 2020/2021 das conferências dedicadas a «Literatura Escrita por Mulheres», a quarta deste ciclo de encontros realizado no âmbito da linha de investigação «História das Mulheres e do Género», do CHAM-Centro de Humanidades NOVA.

A História tem vindo a ser escrita ao longo do tempo como um construto que generaliza a vivência humana através da padronização do e no masculino. História sem género, dir-se-ia, mas que afinal exclui as mulheres da história. A historiografia tem construído barreiras de análise cultural, social, religiosa e política que excluem as mulheres.

Com coordenação de Maria Barreto Dávila, a linha de investigação «História das Mulheres e do Género», do CHAM pretende contrariar esta tendência e constituir-se como uma área de investigação inovadora e multidisciplinar.

Os Anjos, de Teolinda Gersão

​Irei debruçar-me sobre a narrativa de Teolinda Gersão, Os Anjos (2000) com o objetivo de observar, através da lupa que este proporciona, um tópico recorrente nos estudos sobre a escrita de mulheres – o silêncio.
A leitura que proponho centra-se na relação entre o discurso feminino e o silêncio nas diversas modalidades que este aqui apresenta: os segredos, os sonhos e as fantasias, as memórias, as imagens e o tempo perdido. ​

 

Link para acesso à conferência

https://tinyurl.com/y3d4tuyk

ID da reunião: 893 2419 9377 | Senha de acesso: 850975

 

Fonte: BNP

Sessão da Classe de Letras da Academia das Ciências de Lisboa | 28 de Janeiro, 15h

Link de acesso à sessão da Classe de Letras da Academia das Ciências de Lisboa da próxima quinta-feira, dia  28 de Janeiro, a partir das 15.00h.

Dia 28 | 15:00 | Sessão da Classe de Letras

https://videoconf-colibri.zoom.us/j/88276816611?pwd=UnBwWUo1MEh1NEpGbFdxM01DMTRGdz09

Password: 123456

Meeting ID: 882 7681 6611

 

Florbela Espanca, Diário. Alternativas Modernistas.- Helena Buescu

O Ensino de PLE na China – um caso da Universidade de Estudos Internacionais de Xangai.- Xu Yixing