P. GASPAR DE MIRANDA naceo na Villa de Alegrete em a Provincia Transtagana a 17 de Agosto de 1564. sendo filho de Joaõ Rodriguez, e Izabel Rodriguez pessoas principaes daquella Villa educandoo taõ virtuosamente, que na florente idade de 16 annos deixou o mundo, e abraçou o instituto de Jezuita no Collegio de Evora a 20 de Dezembro de 1578. onde estudou as sciencias amenas, e severas, que depois ensinou com igual esplendor da Companhia, que credito do seu talento. Sendo Mestre de Gramatica fez algumas observaçoens das quais se aproveitou o Padre Antonio Velez em os doutos commentarios com que illustrou a Arte do Padre Manoel Alvares. As postillas Theologicas, que dictou pelo espaço de vinte annos eraõ taõ profundas, que as mandou copiar para o seu estudo o grande Soares Granatense. Igual foy o progresso das virtudes ao das letras sendo hum vivo exemplar da perfeiçaõ religiosa. Vaticinou a hora da sua morte, que felizmente sucedeo a 19. de Mayo de 1639. com 75. annos de idade, e 61. de Companhia. A sua vida escreveo o grande antiquario Manoel Severim de Faria seu Confessado, que a remeteo ao Licenciado Jorge Cardoso cujas noticias transcreveo no seu Agiol. Lusit. Tom. 3. pag. 319. e no Comment. de 19. de Mayo letr. H. Compoz.

Methodo excellente para os que quizerem fazer Confissaõ Geral. M. S.

Tractatus de Jubilaeo

……….. de Fide

De primo, et secundo Praecepto Decalogi.

De Excomunicatione.

De Restitutione, Promissione, & Donatione.

Todos estes Tratados se conservaõ M. S. no Collegio de Evora. Do author fazem memoria Franco Imag. da Virt. do Nov. de Evor. liv. 3. cap. 3. e Ann. Glor. S. J. in Lusit. p. 276. et Annal. S. J. in Lusit. p. 276. n. 7. Fonceca Evor. Glor. p. 432.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]