FRANCISCO LOPES natural de Lisboa Livreiro, e naturalmente inclinado à Poesia lyrica em que deixou varias obras com estylo mais devoto, que elegante, dos quaes os assumptos saõ os seguintes

Santo Antonio de Lisboa 1. e 2. Parte do seu nacimento, criaçaõ, vida, morte, e milagres. Lisboa por Pedro Craesbeeck. 1610. 4. & ibi por Francisco Villela. 1680. 8. & ibi por Joaõ Galraõ 1683. 8.

Segunda Parte da Vida de Santo Antonio, e verdadeira Historia dos cinco Martyres de Marrocos. Lisboa por Francisco Villela. 1671. 8. & ibi por Joaõ Galraõ 1682. 4. & ibi por Filippe de Souza Villela 1701. 8. & ibi por Antonio Pedrozo Galraõ 1701. 8.

O Soldado da gloria, e Capitaõ da Companhia de JESUS Santo Ignacio de Loyola na sua Canonizaçaõ. Lisboa por Giraldo da Vinha 1622. fol. Saõ 18. Decimas impressas ao alto.

Feitos heroicos, e milagres, que Saõ Francisco Xavier fez nas partes do Oriente pela Fè Catholica. Lisboa pelo dito Impressor 1622. fol. Saõ 18. Decimas fol.

Redondilhas à Canonizaçaõ de Santa Izabel Rainha de Portugal. Lisboa 1624. fol. Impressas em colunas.

  1. Gonçalo de Amarante nacimento criaçaõ, morte, e milagres. Lisboa por Gerardo da Vinha 1627. 4. & ibi por Pedro Craesbeeck. 1645. 4. Consta de 6. cantos em quintilhas.

Saõ Bom homem. Redondilhas Lisboa 1628. 8.

Gloria de Portugal Lisboa por Manoel da Sylva. 1641. fol. consta de 20. Decimas em huma folha ao largo.

Honra da Patria. Sextilhas. Lisboa por Manoel da Sylva 1641. 4.

Sylva Oriental na Acclamaçaõ delRey D. Joaõ o IV. Primeira parte. Lisboa por Domingos Lopes Roza. 1642. 4.

Segunda Parte. Lisboa por Manoel da Sylva 1642. 4.

Favores do Ceo do braço de Christo, que se despregou da Cruz, e de outras maravilhas dignas de se notar. Lisboa por Antonio Alvares. 1642. 4.

Valentia Christãa, e respeito dos Portugueses ao culto Divino. Lisboa por Manoel da Sylva. 1642. 4.

Milagroso successo do Conde de Castello-Milhor Lisboa pelo dito Impressor. 1643. 4.

Passatempo honesto de adivinhaçoens em verso, declaraçoens delle em proza. Primeira Parte. Lisboa por Pedro Crasbeeck. 1603. 8. & ibi por Henrique Valente de Oliveira. 1658. 24.

Segunda Parte. Lisboa pelo dito Impressor. 1659. & ibi por Joaõ Galraõ 1677.

Auto, e colloquio do Nacimento de Christo. Lisboa por Manoel da Sylva. 1646. 4.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]