P. FRANCISCO HENRIQUES alumno da Illustre Companhia de JESUS cujo sagrado Instituto abraçou no Collegio de Coimbra a 10. de Fevereiro de 1546. e no mesmo anno partio para a India, onde examinado o seu espirito pelo insigne Thaumaturgo do Oriente S. Francisco Xavier o mandou em o anno de 1552. cultivar, quando era Superior da Residencia de Cochim, e Tanà, a Ilha de Salsete, em que converteo muitos idolatras, ao conhecimento da verdadeira Divindade. Levantou em Travancor desenove Igrejas, e regenerou em hum anno nas aguas do Bautismo a quinhentos meninos, que brevemente foraõ transferidos à gloria celestial. Converteo hum Bramene chamado Sancaxi, a quem impoz o nome de Ignacio em obsequio do seu grande Patriarcha. Como tivesse assistido oito mezes na Costa do Travancor, e naõ colhesse o fruto correspondente ao seu zelo, escreveo a S. Francisco Xavier, que o mandasse para terra em que mais abundantemente fructificasse a divina palavra, a cuja supplica respondeo o Santo, que continuasse na cultura a que fora destinado pois nella fazia grande serviço a Deos. Nella perseverou com indefesso trabalho atè acabar piamente a vida em o anno de 1556. Delle se lembraõ Souza Orient. Conquist. Part. 1. conq. 2. Divis. 2. §. 13. e 14. e Franco Ann. Glorios. S. J. in Lusit. p. 159. Escreveo

Carta escrita de Tanà em 30. de Dezembro de 1555. a Santo Ignacio em que lhe relata os costumes de seis habitadores, e os bautismos, que se tinhaõ feito. Sahio com outras vertida em Italiano Venetin por Tramezzino 1559. 8.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]