Fr. FRANCISCO DE BRITO natural da Cidade de Evora, onde teve por Pays a Antonio Amado de Brito, e Anna Rebello. Entre os Institutos Religiosos elegeo o dos Eremitas de Santo Agostinho cujo habito professou no Real Convento de Nossa Senhora da Graça de Lisboa a 15. de Mayo de 1689. Ao estudo escolastico preferio o concionatorio com o qual adquirio naõ pequeno applauso. Foy Vizitador da Provincia, Prègador Geral, e Prior do Convento de Lisboa onde falleceo a 6. De Mayo de 1726. quando exercitava este lugar merecendo outros mayores pela sua natural afabilidade, e grande prudencia.

Compoz

Oraçaõ funebre nas exequias annuaes, que a Caza da Santa Mizericordia desta Corte consagra ao Serenissmo Rey de Portugal D. Manoel de gloriosa memoria seu glorioso Fundador. Lisboa por Miguel Manescal. 1708. 4.

O Rey sobre grande, e maximo sem semelhante. Funebre Oraçaõ nas exequias annuaes que a Caza da Santa Misericordia desta Corte consagra ao Serenissimo Rey de Portugal D. Manoel de gloriosa memoria seu Fundador. Lisboa por Filippe de Souza Villela. 1710. 4.

A Advogada dos impossiveis a Bemaventurada Rita de Cassia, donzela, cazada, Viuva, Religiosa, e defunta, Freira professa no Convento de Santa Maria Magdalena de Cassia da Ordem Eremitica de Santo Agostinho. Ibi pelo mesmo Impressor 1710. 12.

Sermaõ do Bom Pastor na Parochial da Magdalena da Cidade de Lisboa. Lisboa por Miguel Manescal Impressor do Santo Oficio, e da Serenissima Caza de Bragança. 1711. 4.

Sermaõ de Acçaõ de Graças à Virgem Senhora Nossa do Loreto pelo bom sucesso da jornada, que com o seu favor conseguio o Emminentissmo Senhor Cardial Conti, hindo desta Corte de Portugal para a Curia de Roma. Lisboa pelo mesmo Impressor 1711. 4.

Direçaõ para correr os Passos do Cristo. Lisboa por Filippe de Sousa Villela. 1713. 12.

Novena da Santissima Trindade. Lisboa por Jozè Lopes Ferreira Impressor da Serenissima Rainha 1716. 24.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]