MANOEL DE CAMPOS MOREYRA naceo em a Villa de Estremoz da Provincia Transtagana a 4. de Setembro de 1708. sendo filho de Francisco de Campos Moreira, e Maria Martins Moutinha. Na florente idade de 15. Annos recebeo a roupeta da Congregaçaõ do Oratorio da sua patria a 22. de Fevereiro de 1723. onde estudou as sciencias escholasticas defendendo dellas Concluzoens publicas com tanta viveza, e profundidade que arrebatou a atençaõ dos ouvintes admirados de que o engenho era superior á idade.  Para naõ estar ocioso o seu talento se erigio novamente huma cadeira de Theologia na qual dictou a Materia de Peccatis. Obrigado de causas justas deixou a Congregaçaõ, e começou a exercitarse no ministerio do pulpito onde conciliou naõ pequeno aplauzo. Attendendo á sua sciencia acompanhada de inculpavel Vida o nomeou o Illustrissimo Arcebispo de Evora D. Fr. Miguel de Tavora a ser Parocho da Igreja de Santa Anna do Campo termo da Villa de Arrayolos em cuja ocupaçaõ practica as obrigaçoens de Pastor vigilante em beneficio das suas ovelhas. No tempo que era Congregado escreveo.

Jardim Symbolico cujas immarcissiveis flores saõ divinos mysterios, e Sagradas Oraçoens, ou Rozario meditado conforme as regras que ensinou Maria Santissima quando o instituhio. Lisboa 1737. 8. sem nome do Impressor.

Compendio do Jardim Symbolico. &c. Lisboa 1737. 16.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]