MANOEL FREYRE DE ANDRADE E CASTRO primo do precedente naceo em Lisboa sendo quarto filho de Gomes Freyre de Andrade Capitaõ de cavalos, Tenente General da Cavallaria por Patente de 8. de Mayo de 1683. em que se referem os seus assinalados serviços obrados em beneficio da patria desde o anno de 1646. até 1697. General de Artelharia do Reyno do Algarve, e Capitaõ General do Estado do Maranhaõ, e D. Luiza Clara de Menezes filha herdeira de Ambrozio Pereira de Berredo, e de D. Maria Lobo da Silveira dos quaes se fez mençaõ precedente. Herdeiro da casa de seu pay, e dos seus marciaes espiritos passou de Capitaõ de cavalos a Sargento mór do Regimento da Cavallaria da Praça de Moura tinindo aos exercicios de Bellona os estudos de Minerva pelos quaes mereceo ser admetido no anno de 1739. a Academico da Academia Real da Historia Portugueza. Para claro testemunho da fineza do seu discurso, e elegancia da sua fraze literarios patrimonios da sua illustre Casa. Compoz

Discurso Gratulatorio pronunciado na sua introduçaõ á Academia Real da Historia Portugueza na Conferencia, que se celebrou no Paço em 10. de Dezembro de 1739. Lisboa por Antonio Isidoro da Fonceca Impressor do Duque Estribeiro mór. 1740. 4.

Querendo o nosso Monarcha aproveitarse do seu grande talento o nomeou no anno de 1747. Enviado aos Estados Geraes de Olanda para onde partio, e ao tempo que estava dezempenhando esta incumbencia intempestivamente o privou a morte da vida com geral sentimento dos zelosos da Patria fallecendo na Cidade da Haya a 26. de Dezembro de 1748 quando contava 52. annos de idade. Foy transferido o seu cadaver para a Cidade de Anveres onde chegou a 14. de Janeiro de 1749, e sobre o caixaõ se gravou a seguinte inscripçaõ. D. O. M.

Corpus Illustr. ac Excel. Dom. Fr. Emmanuelis Freyre de Andrade, e Castro quondam Ordinis Christi Equit. Cons. Reg. Leg. equestris perfecti, ac Seren. Joan. V. Regis Portugalliae ad Praepotentes Faederati Belgij Ordines Ablegati Extraordinarij in urna hac dup. plumbea, ac lignea praesentibus idoneis testibus reconditum est. Curante Fr. Philippo de Lezanon y Rodrigues Carm. Missionario Apostolico nec non Regy Oratoris Portugalliae Deservitore primario. Obiit Hagae Comitum S. R. E. Sacramentis rite munitus asie 26. Decembris 1748. R. J. P.

Jaz sepultado na Igreja do Convento de Nossa Senhora do Carmo da Cidade de Anveres.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]