MANOEL GOMES, chamado no seculo Manoel Gomes Frazaõ, naceo na Villa de Estremoz da Provincia Trastagana a 6. de Janeiro de 1688. sendo filho de Domingos Gomes, Alferes de Infanteria, e Maria Martins Frazoa. Desde os primeiros annos se aplicou à liçaõ dos livros, e sem aprender a lingua Latina entendia a Sagrada Escritura, e Santos Padres. Livre do Vinculo conjugal entrou na Congregaçaõ do Oratorio da sua patria no Estado de leigo a 21. de Novembro de 1718. e nella observou exactamente o seu instituto. Falleceo na mesma Congregaçaõ a 25 de Abril de 1740. quando contava 52. annos de idade, e 22. De Congregado. Publicou cõ o affectado nome de Gonçalo Frome Nazaõ puro anagrama do seu nome.

Atractivo da alma Maria Santissima Senhora nossa. Ponderaçaõ da sua incomparavel fermosura, e saudades da sua amabilissima presença. Lisboa 1739. 4.  sem nome do Impressor. He huma Glosa do Soneto de Camoens, que principia, Ondados fios de ouro reluzente.

Modo de amar a Maria Santissima Senhora nossa proposto na glosa deste Mote

Amar huma alma a Maria

Amaria naõ he amar:

Logo como pode estar

N’hum tempo amar, e a Maria.

Consta a glosa de 4. Decimas. Sahiraõ impressas em folha sem lugar, nem anno da ediçaõ. Deixou muitas obras promptas para se imprimirem.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]