MANOEL LOPES FRANCO, natural da Provincia Transtagana, muito versado nas letras sagradas, e profanas. Discorreo por quasi todo o Reyno contrahindo amizade com os homens mais eruditos. Servio em a Cidade do Porto de Assentista no Regimento militar da mesma Cidade donde se ausentou para Olanda. Era muito facil na metrificaçaõ, compondo muitos Sonetos, Decimas, e Romances na lingua materna, e Castelhana. Entre estas obras metricas se distinguio o Poema do qual era assumpto a vida do Principe dos Poetas Luiz de Camoens do qual tinha completos dous Cantos, que os entregou ao Doutor Manoel de Oliveira Ferreira, Reytor da Igreja de Oliveira de Azameis de quem adiante se fará larga mençaõ para os rever, e emendar, e pela ausencia do Author se conservaõ em seu poder. Começava

Quem com lyra subtil, e ecco suave

As numerosas Tagides implora

Quer só de hu grande Heroe altivo, e grave

As acçoens celebrar com voz canora:

Com epico furor metrica clave

Pertende o plectro meu mostrar agora

Que a impulsos de hum divo enthusiasmo

Foy nas armas terror, nas letras pasmo.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]