Fr. MANOEL DE MACEDO, alumno da esclarecida Ordem dos Prégadores, naceo em Pernambuco situado na America Portugueza, onde teve por nobres Progenitores ao Doutor Cosme Rangel Dezembargador da Relaçaõ do Porto, e D. Joanna Cavalcanti filha de Filippe Cavalcanti, descendente da familia mais distincta da Capitania de Pernambuco. Mereceo pelo seu grande talento, e naõ vulgar litteratura ser Prégador da Duqueza de Mantua D. Margarida de Austria Governadora deste Reyno. Como fosse delatado no Juizo da Inconfidencia de ser o author da precipitada resoluçaõ com que se ausentaraõ para Castella no anno de 1641. D. Duarte de Menezes Conde de Tarouca, D. Joaõ Soares de Alarcaõ, Alcaide mór de Torres-Vedras, D. Pedro Mascarenhas, Védor da Casa Real, e D. Jeronymo Mascarenhas, Deputado da Mesa da Consciencia, foy prezo, e mandado para a India; porém constando a ElRey D. Joaõ IV. a sua fidelidade, ordenou que voltasse no anno seguinte para o Reyno, e como na viagem arribasse o navio, em que vinha a Angola finalizou o curso da sua vida, digna pelos dotes de que era ornado de ser mais feliz, e prolongada. Fazem honorifica memoria do seu talento D. Luiz de Menezes Portug. Rest. Tom. 1. liv. 2. p. 65. aplaudido pela discriçaõ de seus Sermoens, e agradavel conversaçaõ, e Fr. Pedro Monteiro Claustr. Domin. Tom. 1. p. 143. Religioso muy conhecido por suas letras, e virtudes. Tom. 3. p. 281. Compoz

Politica Religiosa, y Carta de un Padre a un hijo. Çaragoça, por Juan de Lanaya y Quartanet. 1633. 16. Sahio traduzida em Portuguez por Pr. Manoel de Lima Erimita Augustiniano, e naõ Fr. Francisco de Brito, como escreve Fr. Pedro Monteiro. Claustr. Domin. Tom. 3. p. 283. Consta de huma instrucçaõ, que dá hum Pay a seu filho do modo como se ha de haver com os Religiosos, dos quaes vay ser companheiro.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]