Fr. MANOEL DOS SANTOS, naceo em o lugar de Ourentaõ termo da Villa de Cantanhede titulo de Condado da Comarca de Coimbra em a Provincia da Beira, onde foy bautisado a 8 de Novembro de 1672, sendo seus Pays Sebastiaõ Jorge Perna, e Maria Pereira. Recebeo a cogulla Cisterciense no Real Convento de Santa Maria de Alcobaça, Cabeça desta reformada Congregaçaõ das mãos do Reverendissimo Geral Fr. Luiz de Faria em 18 de Março de 1686. Aprendeo as Sciencias escholasticas com disvelo, e sahio nellas muito perito, sendo Mestre das Reparaçoens em o Collegio de S. Bernardo de Coimbra, e de Theologia Moral em o Convento de Santa Maria do Douro do Bispado de Lamego. Por ser naturalmente inclinado á liçaõ da Historia Ecclesiastica, e Secular investigou com indefesso trabalho o archivo do Real Convento de Alcobaça de cuja laboriosa aplicaçaõ colheo as mais reconditas noticias assim da sua sagrada Religiaõ, como da Historia de Portugal merecendo ser eleito Chronista da sua Congregaçaõ em o anno de 1710, e do Reino de Portugal por merce de seu Augusto, Monarca D. Joaõ V. em 6 de Fevereiro de 1726, e Academico Supranumerario da Academia Real. Para mostrar que naõ fora inutil esta eleiçaõ produzio com judiciosa critica, e vasta erudiçaõ diversas obras Historicas defendendo em humas os privilegios da Ordem Cisterciense, e Benedictina contra os seus Antigonistas deixando-os fulminados com o rayo da sua penna, e relatando em outras as acçoens politicas, e militares dos Reys de Portugal D. Fernando, D. Joaõ I., e D. Sebastiaõ. Falleceo no Real Convento de Alcobaça a 29 de Abril de 1740 com 68 annos de idade, e 54 de Religiaõ. Compoz

Alcobaça Illustrada. Noticias, e Historia dos Mosteiros, e Monges insignes Cistercienses da Congregaçaõ de S. Maria de Alcobaça da Ordem de S. Bernardo nestes Reinos de Portugal, e Algarves. Parte. 1. Contém a Fundaçaõ, progressos gloriosos, Privilegios, Regalias, e Jurisdiçoens do Real Mosteiro de Alcobaça, Cabeça da Congregaçaõ no tempo de seus Abbades perpetuos, e Administradores Cõmendatarios até a morte do Cardeal D. Henrique, com muitas noticias antigas, e modernas do Reino, e Serenissimos Reys de Portugal. Coimbra, por Bento Secco Ferreira. 1710. fol.

Alcobaça Vindicada. Reposta a hum papel que com o titulo de Justa Defensa em tres satisfaçoens apologeticas publicou o R. P. Mestre Francisco de S. Maria, Chronista Geral da Congregaçaõ de S. Joaõ Evangelista, contra outras tres chamadas invectivas tiradas da Historia de Alcobaça Illustrada. Coimbra no Real Collegio das Artes. 1724. fol.

Monarchia Lusitana. Parte VIII. Contém a Historia, e successos memoraveis do Reino de Portugal no tempo delRey D. Fernando: a eleiçaõ delRey D. Joaõ I. com outras muitas noticias da Europa. Comprehende do anno de Christo  Senhor Nosso 1367, até o de 1385: na era do Cesar 1405 até o anno de 1423. Lisboa na Officina da Musica. 1729. fol.

Analysis Benedictina. Conclue por argumentos, e razoens verdadeiras que a sagrada, e Augusta Ordem de S. Bento he a Princeza das Religioens, e a mais antiga com precedencia a favor dos Reverendissimos Mõges negros, contra os

Reverendos Padres do Real Convento de Bellem. Madrid, por la Viuda de Francisco del Hierro. 1732. fol. 367

Historia Sebastica. Contém a vida do augusto Principe o Senhor D. Sebastiaõ Rey de Portugal, e os successos memoraveis do Reino, e Conquistas no seu tempo. Lisboa por Antonio Pedroso Galraõ 1735. fol.

Obras M. S.

Apocrisis Benedictino-Cisterciense. fol. Começava. Nem o mesmo Hercules contra dous. He muito douta, e  concludente como vimos. Foy composta contra Fr. Jacinto de S. Miguel Frade Jeronymo, e Fr. Francisco de Santa Maria, Erimita Augustiniano, que se empenharaõ a responder, e impugnar o que tinha Fr. Manoel dos Santos escrito na Analysis Benedictina.

Alcobaça Illustrada. 2. Parte. fol.

Monarchia Lusitana. Part. VII. Contèm a Historia dos Reys D. Affonso IV. e D. Pedro I. fol. Nella reforma o que tinha composto, e impresso Fr. Rafael de Jesus Monge Benedictino, Chronista mór do Reino.

Monarchia Lusitana. Part. IX Contém a Historia delRey D. Joaõ I. até a conquista de Ceuta. fol.

Monarchia Lusitana. Part. X Contém a Historia delRey D. Joaõ I. até a sua morte. fol.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]