MANOEL DE SOUSA DA SYLVA, natural da Villa do Landroal da Provincia do Alentejo, Soldado que militou no Estado do Maranhaõ, onde morreo. Foy dotado de genio prompto para a Poezia vulgar escrevendo á petiçaõ de D. Fradique da Camara Presidente da Academia dos Generosos.

Fabula de Atalanta. Dedicada ao mesmo D. Fradique.

Começa

Naõ ha palavras com que justifique &c.

Relaçaõ dos Touros, que se correraõ em aplauso do casamento do Serenissmo Rey D. Affonso VI. no anno de 1666. Sylva.

Relaçaõ que elle, e seus companheiros fizeraõ pelo certaõ da America até o Maranhaõ. He em proza, a qual como a precedente se conservavaõ na Livraria de D. Antonio Alvares da Cunha Trinchante mór da Casa Real, e Guarda mór da Torre do Tombo.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]