P. MARCOS JORGE, natural do lugar de Nogueira do Bispado de Coimbra, e naõ Conimbricense, como se escreve na Bib. Societ. p. 586. col. 1. Foraõ seus Pays Jorge Peres, e Barbara Pires. Estudou na Universidade de Coimbra Jurisprudencia Canonica em que alcançou aplauso o seu talento, porém desenganado da caduca gloria do mundo se alistou na Companhia de Jesus em o Noviciado de Coimbra a 16 de Mayo de 1548, onde aprendidas as Sciencias escolasticas recebeo em a Universidade de Evora o grao de Doutor em Theologia, cuja Faculdade dictou aos seus domesticos. Foy o primeiro Lente de Theologia Moral, que teve o Collegio de Lisboa concorrendo grande numero de Sacerdotes dezejosos de se habilitarem para Confessores, a ouvir a sua doutrina. Em 17 de Janeiro de 1571, foy eleito Procurador a Roma sendo Geral S. Francisco de Borja, donde voltando falleceo piamente no Collegio de Evora a 10 de Dezembro de 1571, e naõ a 29 de Fevereiro de 1608, como escreve o P. Franco Imag. da Virt. do Nov. de Coimb. Tom. 2. p. 572. e no Ann. Glor. S. J. in Lusit. p. 125. de que se retratou nos Annal. S. J. in Lusit. p. 92. n. 1. Jaz sepultado na Igreja Velha, que hoje serve de Sala dos Autos da Universidade. Teve particular genio para instruir aos meninos no Cathecismo concorrendo innumeravel povo a ouvillo pelas ruas, e para se fazerem perceptiveis á gente rustica os Mysterios que deviaõ crer escreveo, e publicou sendo o primeiro livro que sahio da Companhia impresso em Portugal.

Doutrina Christã. Lisboa por Francisco Correa. 1561. 16. Braga por Antonio de Mariz 1566. 16. Lisboa 1609. 16. Sahio com estampas. Augusta por Christovaõ Mãgio 1616. 8. Desta ediçaõ conservo hum exemplar que he muito raro. Foy traduzida na lingoa Malabarica pelo Padre Henrique Henriques, e impressa Cochim 1559. e na lingoa de Congo pelo Padre Matheus Cardoso. Lisboa por Giraldo da Vinha 1624. 8.

Carta escrita a S. Ignacio no anno de 1554, em que lhe relata os progressos do Collegio de Evora. Parte della transcreveo o Padre Telles Chron. da Comp. Da Prov. de Portug. Part. 2. liv. 4. cap. 17. n. 2.

De Horis Canonicis.

De Victigalibus.

De Pignore.

Todas estas obras se conservaõ no Collegio de Evora, onde foraõ dictadas. Varios elogios dedicaraõ á sua memoria Ribadaneira Cathal. Script. S. J. Telles Chron. da Prov. de Portug. Part. 2. liv. 4. cap. 16. n. 8. Franco Annal. S. J. in Lusit. p. 92. n. 1. e na Imag. da Virtud. do Nov. de Coimb. Tom. 2. liv. 4. cap. 34. n. 14. Bib. Societ. p. 580. col. 1. Joan. Soar. de Brito Theatr. Lusit. Litter. lit. M. n. 2. Draudius Bib. Classica. e Fonseca Evor. Glor. p. 436.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]