P. MATHIAS DE ANDRADE, natural da Villa de Castello Rodrigo na Provincia da Beira. Foraõ seus Pays Salvador de Barros de Araujo, e Maria de Andrade. Estudou Filosofia na Congregaçaõ do Oratorio de Espada á cinta, e Theologia na Universidade de Coimbra, porém impellido de superior impulso, recebeo a roupeta de S. Filippe Neri em a Congregaçaõ, onde tinha ouvido Filosofia a 26 de Mayo de 1707, onde dictou aos seus domesticos, e na Congregaçaõ de Braga as Sciencias Escolasticas. Tres vezes exercitou o lugar de Proposito com summa prudencia, e affabilidade. A instruçaõ que tem da erudiçaõ sagrada, e profana a fez patente nas obras seguintes

Filho instruido pelo melhor Pay. Salamanca 1732. 8.

Paz interior, Triduo ditoso. Dialogo entre hum velho solitario, e hum mancebo estudante. Lisboa na Officina da Congregaçaõ 1734. 8.

Vida de Santa Maria Magdalena historiada. 4. M. S.

Verdades sonhadas introduzidas na fantasia do mundo adormecido. M. S.

Guerra interior. 8. M. S.

Tratado para conduzir a alma á estreita uniaõ com Deos, e para a conservar, e perfeiçoar no mesmo amor. He traduçaõ de Italiano em Portuguez.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]