MENDO DA MOTA DE VALLADARES, natural da Villa de Setuval, filho de Estevaõ da Mota, Alcaide mór de Celerico de Basto, e de Catherina de Valladares, e irmaõ de D. Fr. Joaõ de Valladares, Bispo de Miranda, e do Porto. Estudou Jurisprudencia Cesarea na Universidade de Coimbra, e recebidas as insignias doutoraes nesta Faculdade foy admittido a Collegial do Collegio de S. Pedro a 23 de Março de 1590, donde subio a Lente do Codigo a 20 de Março de 1596, de Digesto Velho a 16 de Março de 1600, e de Vespera a 28 de Janeiro de 1602. Foy Desembargador da Casa da Suplicaçaõ de que tomou posse a 5 de Abril de 1605. Desembargador do Paço, e do Conselho de Estado de Portugal em Castella. Dictou as seguintes postillas

Cõmentaria ad L. ultim. Cod. de evictionibus.

……. ad L. 1. Cod. de fund. patrim.lib. II.

……. ad L. id quod nostrum II. ff.de reg. jur.

……. ad L. Marcellus §. 4. quidam liber. ff. ad Tribellian.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]