PAULO NOGUEIRA DE ANDRADE, Fidalgo da Casa de Sua Magestade, Cavalleiro professo da Ordem de Christo, Familiar do Santo Officio e Secretario de Sua Magestade do Registro das Merces naceo em Lisboa a 16 de Abril de 1679. Foraõ seus Progenitores Amaro Nogueira de Andrade Fidalgo da Casa de Sua Magestade, Cavalleiro da Ordem de Christo, e Secretario do Registro das Merces, e D. Jozefa de Brito de igual nobreza á de seu Consorte. Instruido nos preceitos da lingua Latina, e na intelligencia das letras humanas e da Filosofia se aplicou com disvelo a penetrar os mysterios da Poetica em cuja aplicaçaõ fez taes progressos o seu prespicaz engenho que a explicou na Academia dos Aplicados com aplauzo dos seus Collegas. Celebrando a mesma Academia o certame Eucharistico em o anno de 1724. em a famoza Casa que está junto da Portaria do Real Convento dos Erimitas de Santo Agostinho desta Corte alêm de compor grande numero de versos assim Latinos como Portuguezes aos assumptos do mesmo certame, dispendeo com profuza liberalidade todo o valor dos premios com que se remuneraraõ as melhores Poezias. Admetido a Collega da Academia dos Ocultos instituida em Casa do Illustrissimo em Excellentissimo Conde de Villar-Mayor seu Secretario tem composto grande copia de Poezias aos assumptos que nella se propoem, dos quaes sómente lograraõ da luz publica as seguintes.

Doze Outavas Portuguezas á morte do Serenissimo Rey D. Joaõ V. Sahiraõ a pag. 46 da Colleçaõ das Poezias, que a este assumpto fizeraõ os Academicos Ocultos. Lisboa: por Manoel Soares Vivas 1750. 4.

Dous Sonetos, e huma Sylva Pastoril á morte do Illustrissimo e Excellentissimo Marquez de Valença D. Francisco Paulo de Portugal. Sahiraõ na pag. 94 95 e 145 da Colleçaõ das Poezias que Academia dos Ocultos dedicou a este assumpto. Lisboa: por Francisco da Sylva. 1751. 4.

Arte Poetica Lusitana. 4. M. S.

Conferencias Academicas. 4. 2. Tom. M. S.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]