P. PAULO CARVALHO, natural da Cidade de Evora, onde teve por Pays a Antonio Carvalho, e Maria de Moraya, dos quaes se apartou na tenra idade de 15 annos para receber a roupeta de Jesuita em o Noviciado da sua patria a 7 de Mayo de 1591. Ainda que por falta de saude naõ tinha seguido as Cadeiras era taõ sublime o seu engenho que as regentou obrigado dos Superiores com exemplo pouco praticado na Companhia. Recebidas as insignias doutoraes na Universidade de Evora a 11 de Janeiro de 1615 dictou varias materias Theologicas no tempo do seu magisterio, porém como seguisse huma opiniaõ que naõ aprovou o grande Padre Soares Granatense ordenou a todos os seus discipulos a riscassem das postillas, e se despedio das Cadeiras para totalmente se dedicar á Missaõ do Brasil, onde no espaço de dous annos converteo muitos Indios ao conhecimento do verdadeiro Deos. Falleceo placidamente a 15 de Mayo de 1621, quando contava 45 annos de idade, e 30 de Companhia. Delle faz larga memoria o P. Antonio Franco Imag. da Virt. do Nov. de Evor. liv. 3. cap. 6. Compoz

Vida do P. Christovaõ Gil da Companhia de Jesus. M. S. Desta obra o fazem Autor Franco Imag. do Nov. de Coimb. Tom. 1. liv. cap. 82. n. 11. e o P. Fonseca Evor. Glorios. p. 414.

De Trinitate.

De Praedistinatione.

De Sacramentis in genere.

De Bonitate morali humanarum actionum.

De Baptismo, Circunsione, & Confirmatione.

De Paenitentia, Eucharistia, & Sacrificio Missae.

Todos estes Tratados Theologicos que dictou sendo Mestre, se conservaõ no Collegio de Evora.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]