PEDRO FERNANDES, natural de Lisboa Moço da Camara delRey D. Joaõ III., e filho de Francisco Fernandes Guarda das Damas da Infanta D. Maria irmãa daquelle Monarcha. Foy estudar a Pariz, onde recebido o grao de Mestre em Artes, frequentou pelo espaço de seis annos a Jurisprudencia Canonica, e tal foy o progresso que fez a sua aplicaçaõ nesta faculdade, que ordenou D. Joaõ III. que voltasse para Portugal para se incorporar na Universidade de Coimbra, da qual era augusto Restaurador o que executou em 14 de Mayo de 1550. Neste anno recitou com admiraçaõ de todos os Cathedraticos a seguinte Oraçaõ que dedicou a seu Serenissimo Amo, em que se descobre a profunda intelligencia da lingoa Latina, como dos preceitos da Oratoria.

In doctrinarum, scientiarumque omnium commendationem Oratio apud universam Conimbricensem Academiam habita Calend Octobris 1550. Conimbricae Cal. Nov. apud Joannem Barrerium, & Joannem Alvarum Typog.  Reg. 4. Começa. Maxime vellem. Acaba. Et mortuo, & vivo firma possessio. Faz delle memoria Nic. Anton. Bib. Hisp. Tom. 2. p. 152. col. 1.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]