P. PEDRO DO AMARAL. Teve por patria a Villa de Azurara em o Bispado de Vizeu, e por Pays a Miguel Paes do Amaral, e Jeronyma do Amaral pessoas de distinta nobreza. Quando contava 15 para 16 annos de idade abraçou o instituto de Jesuita em o Noviciado de Lisboa a 10 de Junho de 1636. Ensinou letras humanas, e Rhetorica no Collegio de Braga, e a lingoa Latina em Portalegre. Consummado o Curso de Theologia passou com o lugar de Prégador á Ilha Terceira, donde voltando dictou Filosofia no Collegio de Coimbra, e regentou a Cadeira da Escritura pelo largo espaço de quinze annos. Sendo nomeado no anno de 1688 Reitor do Collegio de Braga, cujo lugar exercitou com prudencia, e affabilidade, se recolheo á Casa professa de S. Roque, onde passou o restante da vida. Foy incansavel no ministerio do pulpito atrahindo innumeraveis almas ao caminho da perfeiçaõ Evangelica. Nos ultimos dias pedia a Deos voz para prégar, ouvidos para confessar, e olhos para ler. Falleceo piamente a 29 de Dezembro de 1711, quando contava 91 annos de idade e 76 de Companhia. Delle fazem memoria Franco Imag. do Coll. do Nov. de Coimb. Tom. 2. pag. 695 e na Imag. do Nov. de Lisboa pag. 976. Cordeiro Hist. Insulam. pag. 194. e Magna Bib. Eccles. Tom. 1. pag. 370. col. 2. Compoz

Sermaõ do admiravel Martyr S. Pedro de Arbues Conego Regrante de Santo Agostinho primeiro lnquisidor do Reino de Aragaõ na solemnidade da sua Beatificaçaõ, e primeira Festa que lhe consagrou o Real Convento de Santa Cruz, de Coimbra assistindo o Tribunal da Santa Inquisiçaõ aos 17 de Setembro de 1672. Lisboa por Joaõ da Costa 1674. 4. Sahio na Laureola da Corte Santa. Canticum Marianum, hoc est, Sanctissimae Dei Genitricis Virginis Marie

Canticum nempe ejus Magnificat litteralibus pariter, ac mystícis illustrationibus investigatum. Eborae apud Typograph. Acad. 1709. 4.

Conciones diversae. 4. M. S. Estavaõ com as licenças dos Tribunaespromptas para a impressaõ.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]