P. LUIZ DE ALMEYDA Religioso da Companhia de JESUS e dos mais fervorosos cultores da Christandade do Japaõ. Tendo navegado diversos mares com o intento de acumular riquezas aportou em a Cidade de Funay onde depois de tomar os Exercicios espirituaes de Santo Ignacio preferio o lucro das almas ao das fazendas recebendo a roupeta de Jesuita das maõs do Padre Cosme de Torres em o anno de 1555. quando contava trinta annos de idade, e sahio com a doutrina de taõ grande Mestre o mais incansavel operario da conversaõ da gentilidade. Frutos foraõ do seu Apostolico espirito as Ilhas de Goto, Amacuza, e Ximabara convertidas á Fé do Crucificado, como os progressos da Fé de Cangoxima em Saxuma, e os principios da Igreja em Funay para cuja empreza tres vezes passou a estas Ilhas vencendo gravissimas molestias, e excessivos trabalhos. Em diversas Provincias do Ximo regenerou com as aguas do Bautismo a muitos Bonzos, e Fidalgos distinguindo-se entre todos D. Antonio Rey de Arima com outo mil vassalos. Por ser muito perito na lingua Japoneza atrahia com particular graça aos Principes, e Fidalgos idolatras ao conhecimento do verdadeiro Deos. A tal excesso se extendeo a sua charidade que ainda sendo secular fundou em Bungo a sua despeza hum Hospital para meninos expostos, e outro para os Leprozos. Eraõ admiraveis as curas que fazia pois ainda que era practico na Arte Chirurgica muitas vezes recebiaõ os infermos a saude por virtude sobrenatural. Tres annos antes da sua morte navegou a Macao onde recebeo todas as Ordens, e cahindo mortalmente infermo de huma febre ethica contrahida de tantos trabalhos espirou placidamente a 5. de Outubro de 1583. quando contava 59. annos de idade, e 28. de Religiaõ. Delle fazem larga, e honorifica memoria Souza Orient. Conquist. Part. 1. Conq. 4. Div. 2. §. 14. 26. 32. e 35. Part. 2. Conq. 4. Diu. 1. §. 23. até 28. e 65. Diu. 2. §. 91. Bib. Societ. pag. 557. col. 2. Nadasi Ann. dier memor. S. J. Part. 2. p. 226. Hist. Societ. Part. 2. liv. 3. n. 58. & lib. 5. n. 273. liv. 7. n. 142. e 143. Part. 3. lib. 1. n. 143. 146. 156. lib. 2. n. 115. 118. 121. 126. liv. 5. n. 263. lib. 3. n. 263. lib. 6. n. 199. 200. e 202. Gusman Hist. de las Mis. de la Comp. de Jesus. Part. 2. liv. 7. cap. 8. e 18. Ioan. Soar. de Brito Theatr. Lusit. Litter. Lit. L. n. 21. e o moderno addicionador da Bib. Orient. de Antonio de Leon Tom. 1. Tit. 8. col. 177. Escreveo.

Carta para o Padre Belchior Nunes em o primeiro de Novembro de 1557. começa. Nesta darey conta Sahio nas Cart. do Japaõ, e China. Tom. 1. Evora por Manoel da Sylva 1598. fol. a pag. 52. verso e Coimbra por Antonio de Maris 1570. 4. a fol. 139. Traduzida em Castelhano pelo Padre Cypriano Soares. Coimbra por Ioaõ Alvares, e Ioaõ Barreira 1565. 4. a pag. 180. e Alcala por Iuan Iniguez de Lequerica 1575. 4. fol. 81.

Carta para o Padre Belchior Nunes Reitor do Collegio de Cochim em o anno de 1559. Começa. Lá nos deraõ as cartas de V. Rererendissima Sahio nas Cart. do Jap. e Chin. Tom. 1. Evora por Manoel da Sylva 1598. fol. a pag. 62. e Coimbra por Antonio de Mariz 1570. 4. a fol. 163. vers.

Carta para hum Irmaõ do Collegio de Goa a 20. de Novembro de 1559. começa. Todos estamos No Tom. 1. das Cart. do Jap. e China. Evora por Manoel da Sylva 1598. fol. a pag. 62. verso Coimbra por Antonio de Mariz 1570. a fol. 165. vers. Traduzida em Castelhano. Coimbra por Ioaõ Alvares, e Ioaõ Barreira 1565. 4. a pag. 227. e Alcala por Iuan Iniguez de Lequerica 1575. 4. a fol. 88.

Carta para o Padre Antonio de Quadros Provincial da India escrita no Japaõ em o primeiro de Outubro de 1561. Começa. Em muita obrigaçaõ nos tem posto No Tom. 1. das Cart. do Jap. e China. Evora por Manoel da Sylva 1598. fol. a pag. 82. vers. Coimbra por Antonio de Mariz 1570 4. a fol. 219. vers. Traduzida na lingua Latina pelo Padre Manoel da Costa de rebus Japonicis lib. 3. Coloniae apud Gervinum Galenium 1574. 8. a pag. 279. Delingae apud Sebaldum Mayer 1571. 8. a pag. 153. & Lovanii apud Rutgerum Welpium 1570. 8. desde pag. 238. até 260. e por o Padre Maffeo Epist. lib. 2. Florentiae apud Philippum Junctam 1588 . fol. a pag. 370. Traduzida em Castelhano por Cypriano Soares. Coimbra por Ioaõ Alvares 1565. 4. a pag. 244. e Alcala por Iuan Iniguez de Lequerica 1575. 4. a fol. 105.

Carta para os Irmaõs da Companhia escrita do Vocoxomira a 25. de Outubro de 1562. He muito larga, e começa Carissimos meus em Jesu Christo. Sahio no Tom. 1. das Cart. do Japaõ, e China. Evora por Manoel da Sylva 1598. fol. a pag. 103. até 112. Coimbra por Antonio de Mariz 1570. 4. Traduzida em Latim pelo Padre Maffeo Epistol. lib. 2. Florentiae apud Junctam 1588. fol. a pag. 386. e pelo Padre Manoel da Costa Epist. lib. 3. Coloniae apud Calenium 1574. 8. pag. 315. & Delingae apud Sebaldum 1571. 8. a pag. 179. vers. Vertida em Castelhano. Coimbra por Ioaõ Alvares 1565. 4. a pag. 337. e Alcala por Iuan Iniguez de Lequerica 1575. 4. a fol. 123.

Carta para os Irmaõs da Companhia escrita de Vocoxiura a 17. de Novembro de 1563. Começa. Tanto que a Nao foy partida. No Tom. das Cartas de Jap. e China. Evora por Manoel da Sylva 1598. fol. a pag. 118. ate 131. Coimbra por Antonio de Mariz 1570. 4. a fol. 314. Traduzida em Castelhano. Coimbra por Ioaõ Alvares 1565. 4. a pag. 443. e Alcalá por Lequerica 1575. 4. a fol. 141. vers. Em Latim pelo Padre Manoel da Costa Epist. de reb. Jap. lib. 4. Dilingae apud Sebaldum Mayer 1571. 8. a pag. 210. vers. e Coloniae apud Gervinum Calenium 1574. 8. a pag. 357.

Carta para os Irmaõs da India escrita de Bungo a 17. de Novembro de 1564. começa. Nesta carissimos Irmaõs No Tom. 1. das Cart. de Jap. e Chin. Evora por Manoel da Sylva 1598. fol. a pag. 154. até 157. Coimbra por Antonio de Mariz 1570. 4. e fol. 401. vers. Traduzida em Latim por Maffeo Epist. lib. 3. Florentiae apud Junctam 1588. fol. a pag. 406. e pelo Padre Costa Epist. de reb. Jap. lib. 4. Coloniae apud Calenium 1574. 8. pag. 382. e em Castelhano. Alcala por Iuan Iniguez de Lequerica 1575. 4. a fol. 182.

Carta para os Irmaõs da Companhia escrita de Facunda a 25. de Outubro de 1565. Começa. Assi pela particular obrigaçaõ. No Tom. 1. das Cart. do Jap. E Chin. Evora por Manoel da Silva 1598. fol. a pag. 159. até 171. vers. Coimbra por Antonio de Mariz 1570. 4. fol. 314. vers. Em Castelhano. Alcala por Lequerica 1575. 4. a fol. 184. Em Latim pelo Padre Costa Epist. de reb. Jap. lib. 5. Coloniae apud Calenium. 1574. 8. a pag. 390. e pelo Padre Maffeo Epist. lib. 4. Florentiae apud Junctam 1588. fol. a pag. 421.

Carta para o Padre Belchior de Figueiredo escrita de Firando a 17. De Março de 1566. começa. Novas de Firando. No Tom. 1. das Cart. de Jap. e Chin. Evora por Manoel da Silva 1598. fol. a pag. 213. Coimbra por Antonio Mariz 1570. 4. a fol. 555. em Castelhano. Alcala por Lequerica 1575. 4. a fol. 249. vers.

Carta para os Irmaõs da Companhia de JESU escrita na Ilha de Xiqui a 20. de Outubro de 1566. começa. Carissimos Irmaõs. Pello custume, que tenho cada anno &c. He muito larga. Sahio no Tom. 1. das Cart. do Jap. e Chin. Evora por Antonio de Mariz 1570. 4. e fol. 556. e em Castelhano. Alcala por Lequerica 1575. 4. a fol. 250.

Carta para o Bispo D. Belchior Carneiro escrita do Japaõ a 20. de Outubro de 1568. Começa. Nesta brevemente tocarei &c. No 1. Tom. das Cart. do Jap. e Chin. Evora por Manoel da Silva 1598. fol. a pag. 252. vers.

Carta para o mesmo Bispo escrita de Fitá a 22. de Outubro de 1559. Começa. Com grandes desejos &c. No 1. Tom. das Cart. do Jap. e Chin. Evora por Manoel da Silva 1598. fol. a pag. 279 vers. Traduzida em Castelhano Alcala por Lequerica 1575. a fol. 297. vers.

Carta aos Padres da Companhia da India escrita de Firando a 25. de Outubro de 1570. começa. Na Entrada &c. No  Tom. 1. das Cart. do Jap. e Chin. Evora por Manoel da Silva 1598. fol. a pag. 290. Vertida em Castelhano. Alcala por Lequerica. 1575. 4. a fol. 307. vers.

Carta aos Padres de Bungo escrita de Cochinoçu a 31. de Janeiro de 1575. Começa. Ofererendo-se este portador &c. No Tom. 1. das Cart. do Jap. e Chin. Evora por Manoel da Silva 1598. fol. a pag. 370. vers.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]