P. PEDRO MASCARENHAS, cuja patria se ignora. Foy admitido á Companhia de Jesus em Goa no anno de 1557, donde partio acompanhado do Irmaõ Manoel Gomes a cultivar a vinha de Salsete por insinuaçaõ do grande Vice-Rey D. Constantino de Bragança. Depois de ter consumido nesta sagrada empreza dous annos passou com seis companheiros ás Ilhas Molucas, em cujo theatro se admirou a sua infatigavel actividade regenerando com as salutiferas agoas do Bautismo o Pay delRey de Siau, e o Rey da Ilha de Sanguin com a Rainha sua esposa, grande parte da Nobreza, e muito mayor do Povo, e para sinal de como ficava radicada no coraçaõ destes tres Principes a Fé Catholica, levaraõ sobre seus hombros huma Cruz que se arvorou em Calanga Capital do seu Reino. Semelhante fruto colheo nos moradores de Manadó, e de Cauripe abraçando com grande alvoroço o suave jugo da ley Evangelica. Contra estes progressos da Religiaõ se armou o demonio pelas mãos dos barbaros procurando varias vezes a este Operario apostolico para ser violento despojo do seu odio, mas protegido superiormente evadio da sua furia. Com desprezo da propria vida voltou a visitar tantos filhos, que com a efficacia das suas vozes tinha gerado para Christo, e receando os barbaros que com a sua presença se extendesse mais a Christandade o privaraõ da vida com veneno disfarçado em huma bebida a 7 de Janeiro de 1570. Fazem memoria deste insigne varaõ Cardoso Agiol. Lusit. Tom. 1. p. 67. e no Coment. de 7 de Janeiro letr. G. Bib. Societ. p. 681. col. 1. Jarric. Thesaur. rer. Ind. Tom. 1. lib. 2. cap. 29. Rho Histor. Virt. & Vit. lib. 2. cap. 2. n. 16. & lib. 6. cap. 5. n. 6. Sousa Orient. Conquist. Tom. 2. Conq. 3. divis. 1. §. 18. 19. e seg. e Conq. 3. divis. 2. §. 11. e 18.Alegambe Mort. Illustr. fol. 112. Hist. Societ. Part. 2. lib. 4. n. 279. lib. 6. n. 268. lib. 7. n. 124. lib. 8. n. 179. & Part. 3. lib. 4. n. 240. & ibi n. 266. Taner. Societ. Jes. usque ad sang. efus. milit. p. 232. Nicol. Ant. Bib. Hisp. Tom. 2. p. 172. Joan. Soar. de Brito Theatr. Lusit. Litter. lit. P. n. 43. Faria Asia Portug. Tom. 2. Part. 3. cap. 13. n. 10. Guerreiro Coroa de Sold. Part. 2. cap. 15. Escreveo

Carta das Malucas ao Provincial de Goa, em o anno de 1562.

Carta das Malucas ao P. Francisco Rodrigues Reitor do Collegio de Goa, e Vice-Provincial em o anno de 1563. e 1564.

Carta ao mesmo Padre escrita no anno de 1565.

Carta a hum Padre da Companhia em o anno de 1566. Todas estas Cartas se conservaõ no Archivo da Casa professa de S. Roque de Lisboa.

Carta escrita de Ternate a 6 de Março de 1569. Sahio vertida em latim pelo Padre Manoel da Costa de rebus Ind. Coloniae apud Gervinum Calenium 1574. 8. e em Italiano com outras. Roma pelos herdeiros de Antonio Bladio 1570. 8.  Desta Carta faz memoria o addicionador de Antonio de Leaõ Bib. Orient. Tom. 2. Tit. 7. col. 636.

Tres Cartas escritas de Ternate, e das Molucas no anno de 1564. Sahiraõ em  Latim. Lovanni apud Rutgerum Welpium 1569. 8. & ibi apud eumdem Typog. 1570. 8.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]