SEBASTIAÕ CORDEIRO, natural da Villa de Loulé em o Reino do Algarve, onde foy Mestre de Humanidades, e depois na Cidade de Lagos pelo largo espaço de vinte annos. Compoz

Poemata varia.

Syntaxe nova,

Comedias.

Todas estas obras deixou M. S. como escreve Joaõ Franco Barreto Bib. Portug.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]