Fr. SEBASTIAÕ DE S. PLACIDO. Naceo na Póvoa de Lanhoso, distante duas legoas da Cidade de Braga a 24 de Janeiro de 1683. Foraõ seus Pays Bento Vieira Capitaõ mór de Lanhoso, e Maria da Sylva. Recebeo a cogula monastica do Principe dos Patriarcas S. Bento no Convento de S. Martinho de Tibaens a 5 de Outubro de 1702. Estudadas as sciencias escolasticas, foy ornado com as insignias doutoraes em a Universidade de Coimbra, onde foy Lente da Cadeira de Vespera da Escritura a 25 de Setembro de 1742, e desta subio a regentar a de Durando a 2 de Mayo de 1748. Tendo sido duas vezes Abbade do Collegio de Coimbra, foy eleito Geral da sua Monastica Congregaçaõ, que governou pelo espaço de sinco annos com grande zelo da observancia regular. Falleceo no Collegio de Coimbra a 19 de Março de 1749, quando contava 66 annos de idade, e 47 de Monge. Escreveo

Manifesto, e Apologia sobre a reforma dos habitos do Mosteiro de Santa Clara de Coimbra, em que se descobre, e manifesta ao mundo o engano, e ignorancia em que até agora tem estado as contradictoras, e se mostraõ nullos, e de nenhum vigor certo Breve, e sentença fundada nelle. Barcelona por los herederos de Juan Pablo Marti 1738. 4.

Allegaçaõ na qual se mostra, que os D. Abbades Benedictinos tem igual direito para usar da Cruz peitoral em toda a parte como os Bispos. fol. M. S.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]