D. Fr. SEBASTIAÕ DE S. PEDRO, natural de Condexa a nova na Provincia da Beira, onde teve por Pays a Estevaõ Alvares, e Monica Luiza. Depois de frequentar o estudo dos sagrados Canones em a Universidade de Coimbra se recolheo no Claustro dos Erimitas de Santo Agostinho professando solemnemente no Convento de Lisboa a 2 de Julho de 1582. No anno seguinte passou á India Oriental, e conhecendo o Illustrissimo Arcebispo de Goa D. Fr. Aleixo de Menezes o talento de que era dotado, o mandou acompanhado de Fr. Antonio de Gouvea á Persia, onde obrou acçoens heroicas em obsequio da Christandade. Vindo no anno de 1597 a Madrid com o lugar de Procurador Geral da sua Religiaõ, foy eleito Bispo de Meliapor em 9 de Janeiro de 1606. Esta dignidade o obrigou a passar segunda vez ao Oriente na armada de que era Capitaõ mór Joaõ Correa de Sousa, que sahio de Lisboa no anno de 1607, e tanto que chegou ao seu Bispado lhe ordenou o Vice-Rey do Estado Ruy Lourenço de Tavora, que juntando alguma gente militar fosse acometer a Fortaleza de Paleacate presidiada dos Olandezes, cuja expediçaõ executou felizmente arruinando a Fortaleza, e presionando todos os que nella estavaõ. Da Mitra de Meliapor, foy transferido para a de Cochim, e ultimamente para a Primacial de Goa, onde fez o Cruzeiro, e Capella mór. Falleceo a 7 de Novembro de 1629 com 80 annos de idade. Jaz sepultado na Cathedral com o seguinte epitafio.

Aqui jaz D. Fr. Sebastiaõ de S. Pedro, Frade Agostinho natural de Condexa I. Bispo de Meliapor, V. de Cochim, IX Arcebispo de Goa Primaz da India. Fez o Cruzeiro, e Capella mór desta Sé, e a poz na perfeiçaõ em que se ve. Veyo a fallecer a 7 de Novembro de 1729.

Delle fazem mençaõ Fr. Anton. da Purif. Chron. da Prov. de S. Agost. de Portug. Part. 2. liv. 5. tit. 3. §. 22. & de vir. illustr. Ord. Erim. D. Aug. lib. 1. cap. 31. Herrera Alphab. August. Tom. 2. lit. S. p. 391. Crusen. Monast. August. Part. 3. cap. 48. ad ann. 1616. Hist. dos Var. illustr. do apel. de Tavor. p. 350. Faria Asia Portug. Tom. 3. p. 550. Escreveo Relaçaõ do Martyrio dos Padres Fr. Nicolao de Mello, e Fr. Nicolao de S. Agoftinho Erimitas Augustinianos, remetida ao Illustrissimo D. Fr. Aleixo de Menezes, Presidente do Conselho de Portugal. M. S. Desta obra faz mençaõ Crucenio no lugar assima allegado.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]