D. THOMAZ BECKEMAN, natural de Lisboa, e bautizado na Parochia da Magdalena a 30 de Janeiro de 1660. Foraõ seus Pays o Doutor André da Costa Villa-Lobos, e D. Juliana Beckeman. Professou o sagrado instituto dos Clerigos Regulares Theatinos a 10 de Março de 1680 no Convento da sua patria, onde exercitou o ministerio de Orador Evangelico com geral aceitaçaõ. Passando a Italia aprendeo na Cidade de Florença a Optica de hum insigne professor desta sciencia, na qual sahio eminente fabricando com summa perfeiçaõ oculos de ver ao longe, e ao perto. Falleceo na patria a 9 de Mayo de 1729, quando contava 69 annos de idade, e 49 de Religiaõ. Publicou

Ramalhete de nove açucenas, &c. Lisboa por Miguel Deslandes Impressor

delRey 1685. 8. He Novena de S. Caetano, traduzida da lingoa Italiana do P. Paulo de Juliis Clerigo Regular. Sahio com o nome do Traductor.

Sermaõ da gloriosissima Virgem MARIA Senhora nossa com o titulo da Divina Providencia, prégado na Dominga segunda post Epiphaniam 14 de Janeiro de 1691. ibi pelo dito Impressor 1691. 4.

Sermaõ segundo da gloriosissima Virgem MARIA N. S. com o titulo da Divina Providencia, prégado na festa da Irmandade das Escravas na Dominga segunda post Epiphaniam a 15 de Janeiro de 1696. Ibi pelo dito Impressor. 1696. 4.

Combate Espiritual. Primeira, e segunda Parte. Lisboa por Valentim da Costa Deslandes 1707. 8. He traduçaõ de Italiano do V. P. Lourenço Scupoli Clerigo Regular seu Author.

Quotidiano estimulo á refórma da vida mais descuidada, e perdida, qual neste mundo he, e ha sido de T. B. Escrito em Roma 1717. fol. M. S.

Exacta, e miuda noticia da morte do S. Pontifice Clemente XI. e Exequias, que se lhe fizeraõ, e do Conclave, que depois se fez em que foy creado Summo Pontifice o Cardeal Miguel Angelo Conti Romano com o nome de Innocencio XIII., e narraçaõ das ceremonias feitas em sua exaltaçaõ com algumas outras particulares memorias pertencentes a tal assumpto. fol. M. S.

Tratado, em que se ensina com doutrinas especulativas, e praticas toda a sorte de lavrar vidros para Telescopios de toda a grandeza, assim de dous, como de quatro vidros, cameras escuras, lenternas magicas, e outras curiosidades dignas de se saberem dos que tem propensaõ á Arte Optica. 4. fol. M. S. Todas estas tres obras se conservaõ na selectissima Livraria dos Padres Theatinos desta Corte.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]