VICTORINO JOZÉ DA COSTA, natural de Lisboa, o qual professando o instituto da augusta Religiaõ do Principe dos Patriarcas S. Bento com o nome de Fr. Victorino de S. Getrudes aprendeo letras humanas com o Mestre Fr. Gaspar Barreto, as sciencias escolasticas com o Doutor Fr. Jozé Vilhalva, e Musica com o Mestre Fr. Placido de Sousa irmaõ do Excellentissimo Marquez das Minas todos tres Monges Benedictinos. Impellido da inconstancia do seu genio deixou a Religiaõ sendo ja Sacerdote, e se ocupou em exercitar o talento, de que Deos liberalmente o dotara em diversas composiçoens, assim sagradas, como profanas em que mostrou a vasta noticia da Gramatica Latina, Poezia vulgar, Mathematica, Astrologia, Musica, e Historia Ecclesiastica, e Secular, como claramente publicaõ

as obras seguintes divulgadas em diversos nomes. Com o de Victorino Jozé imprimio

Curiosa Dissertaçaõ, ou discurso physico moral sobre o monstro de duas cabeças, quatro braços, e duas pernas que na Cidade de Medina, e Sydonia deu á luz Joana Gonçalves em 29 de Fevereiro de 1736 que escrevendo sendo consultado o Reverendo Padre Mestre Fr. Bento Jeronymo Feijó Monge Benedictino da Congregaçaõ de Castella. Lisboa por Miguel Rodrigues Impressor do Senhor Patriarca 1737. 4. He traduçaõ.

Peregrinaçaõ da alma, que procura saudosa a seu esposo JESUS com enternecida comtemplaçaõ seguindo seus dolorosos passos do Horto de Gethsamani até o monte Calvario, setena em obsequio, e veneraçaõ da Santissima Paixaõ de Christo Senhor nosso. Lisboa na Officina da Musica, e da sagrada Religiaõ de Malta 1740. 12.

Delicias de alma affectuosa ad illud Delectare in Domino, & dabit tibi petitiones cordis tui ex Psalm. 36. v. 4. Novena, e obsequioso culto com que venera, e festeja as sagradas memorias do inclyto Fundador da Hospitalidade o Senhor Saõ Joaõ de Deos seu Protector, e natural a muita antigua, e notavel Villa de Monte mór o novo. Lisboa por Miguel Rodrigues 1740. 4.

Prognostico novo do Cometa, e mais impressoens mathereologicas de 1737 até o presente de 1742. Crisis Astrologico-Filosofica, Theologico Moral, e politica aos discursos particulares, que sobre estes Meteoros se tem feito. Lisboa pelo dito Impressor 1742. 4.

Com o nome de Bento da Victoria.

Regras da Orthografia da lingoa Portugueza recopiladas por Amaro de Roboredo, expostas em forma de Dialogo novamente correcta com a Taboada exactissima de André do Avellar Lente de Mathematicas na Universidade de Coimbra. ibi na Officina Joaquiniana da Musica. 8. Naõ tem anno da Impressaõ.

Filosofia Mathematica, que comprehende em seis compendios a Logica, Methaphysica, Fysica, Ethica, Politica, e Economica. Lisboa na Officina Ferreiriana 1731. 8. He traduçaõ de Latim em Portuguez.

Pequena bica de Fonte de Aganipe donde corre destillado o purissimo licor da Syntaxe perfeita parte principal da Gramatica Methodica. ibi por Pedro Ferreira 1732. 8.

  1. P. M. Fr. Hyeronimi Vahiae Conimbricensis Benedictini Monachi Elisabetha triumpharis. Sahio por sua diligencia dedicado ao Doutor Fr. Manoel dos Serafins Geral da Congregaçaõ de S. Bento. Lisboa na Officina de Pedro Ferreira 1732. 8.

A Estrella do Occeano Portuguez. Relaçaõ historica do aparecimento da milagrosissima imagem da Virgem Mãy de Deos, e Senhora nossa que se venera com o titulo da Nazareth, junto á Villa da Pederneira. ibi pelo dito Impressor 1732. 4. Sahio com o titulo de Antonio Lopes Clerigo in minoribus.

Pennas que cahiraõ de huma das azas ao Feniz das Tempestades. ibi por Bernardo da Costa de Carvalho 1733. 4.

Remedios Stoico-Christãos para lograr a serenidade do animo, passar a vida alegremente, e vencer sustos, medos, temores, e perturbaçoens, e outros accidentes de que nacem enfermidades incuraveis, recitados, e preparados na botica Filosofico moral de Cosme Francez Mathematico, e Boticario a donde se acharaõ os que delles quizeraõ usar contra semelhantes achaques. Lisboa por Pedro Ferreira, Impressor da Augustissima Rainha 1736. 4. Sahio com o nome de Cosme Francez.

Relaçaõ do admiravel Fenomeno que apareceo na noite de 5 de Agosto sobre a Cidade de Constantinopla. ibi por Miguel Rodrigues 1732. 4. Sahio com o nome de Antonio Nunes.

Relaçaõ do sonho que teve Muley Abdala Rey de Mequines, &c. ibi pelo dito Impressor 1732. 4. Sahio com o nome de Jozé Monteiro.

Relaçaõ do sucesso que teve o Patacho chamado N. Senhora da Candelaria da Ilha da Madeira no anno de 1693. Lisboa por Bernardo da Costa 1734. 4. Sahio com o nome de Francisco Correa.

Relaçaõ da horrenda offerta, que o Emperador dos Turcos, mandou ao desestrado Mafoma por insinuaçaõ do Renegado Conde de Beneval. ibi por Miguel Rodrigues 1737. Sahio com o nome de Antonio Moniz da Rocha.

O porque de todas as cousas, &c. ibi por Mauricio Vicente de Almeida 1733. 4. Sahio com o nome do P. Manoel Coelho Rebello.

Convento espiritual, &c. ibi por Pedro Ferreira 1736. Sahio em nome de Jozefa Maria Terceira da Ordem de S. Francisco.

Escudo fortissimo para rebater a furia dos trovoens, &c. ibi na Dominicana Officina da Musica 1734.

O Exorcista bem instruido, &c. Lisboa por Antonio Pedroso Galraõ 1736. Sahio em nome do P. Joaõ Bautista de Roboredo.

Confissaõ de hum peccador convertido, homilia, ou Parafrazis sobre o Psalmo. Miserere, &c. Lisboa na Officina Rita-Cassiana 1736. Sahio em nome do Padre Vicente Joaquim.

Vida, e Purgatorio de S. Patricio. Lisboa por Antonio Pedroso Galraõ 1737. 4. Sahio com o nome do Padre Manoel Caldeira.

Obras que publicou sem o seu nome.

Historia abbreviada da vida, martyrio, e tresladaçoens do invictissimo Martyr, e Levita S. Vicente. ibi por Mauricia Vicente de Almeida 1734.

Relaçaõ do prodigioso aparecimento da milagrosa Imagem de Christo Senhor nosso Crucificado, na enseada de Oraõ, que hoje se venera na Igreja mayor com o titulo do Santo Christo das Ondas. Lisboa na Officina Joaquiniana. Naõ tem anno da Impressaõ.

Noticia de dous animaes monstruosos, que naceraõ, viveraõ, e morreraõ nesta Cidade de Lisboa exposta em huma carta, &c. ibi por Pedro Ferreira. 1734. 4.

Folheto de 21 de Mayo de 1731. 4.

Folheto de 25 de Mayo de 1731. 4.

Apresentaçaõ de Jozé Rato na Academia Fleumatica. Lisboa na Officina da Musica 1731.

O graõ Pescador Cosme Francez Sarrabal Saloyo, e irmaõ gemeo de Damiaõ Frãceez naturaes de Villar de Frades. Prognostico geral para o anno de 1734. Lisboa por Mauricio Vicente de Almeida 1733. 8.

Prognostico para o anno de 1735. Lisboa por Pedro Ferreira 1734. 8.

Prognostico para o anno de 1736. Lisboa por Manoel Fernandes da Costa 1735. 8.

Prognostico para o anno de 1737. Lisboa por Miguel Rodrigues 1736. 8.

O cego Astrologo Antonio Pequeno, &c. Lisboa pelo dito Impressor 1736. 8.

Novo Theatro universal contra D. Carlos de Vico, &c. Lisboa pelo dito Impressor 1737. Com o nome de D. Carlos.

Obras completas para a Impressaõ.

Vida de Ludovico Conde de Matizio. 8.

Novo exame de Cirurgia do Doutor Martim Martins acrecentado com segredos, e receitas particulares.

Precedencia da Religiaõ de S. Bento ás mais Religioens. fol.

Exercicios de S. Getrudes. 8.

Cathalogo dos Escritores Portuguezes que escreveraõ com nome suposto. 8.

Lisboa antigua, e moderna, com hum Cathalogo dos Varoens illustres em virtudes, letras, e armas, que em huma, e outra floreceraõ. 2. Tom. 4.

Origem dos nomes das ruas, e becos de Lisboa. 2. Tom. 4.

Theatro da Nobreza do Reino de Porugal, dos seus Reys, e dos seus habitadores. 3. Tom. fol.

Flores de Theologia Moral. 2. Tom. 4.

Dissertaçaõ curiosa a favor da linguagem Portugueza, reposta ao Reverendo Padre Fr. Bento Jeronymo Feijó sobre a derivaçaõ, e paralello das lingoas. 4.

Doutrina Christaã do Cardial S. Carlos Borromeo. 8. he traduzida de Francez.

O minino instruido para com perfeiçaõ assistir ao Santo Sacrificio da Missa, e ajudar ao Sacerdote que a celebrar. 8.

Arte do Canto chaõ para uzo dos Principiantes. 8.

Vita S. Patris Benedicti epigramatibus conscripta. 8.

Triumphus Fidei. Descripçaõ da Procissaõ do Corpo de Deos. Poema.

Começa

Candida Mygdonio jam se promebat ab axe

Purpureis sublata nites Aurora quadrigis,

Et facibus radiosa comas rorante flagello

Pallida cogebat discedere nubila Caelo &c.

 

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]