FELIX JOZÉ DA COSTA  naceo em Lisboa a 20 de Novembro de 1701, sendo filho de Joaõ da Costa de Brito, e Catherina Luzia Freire de Andrade. A natureza o dotou de engenho penetrante para brevemente comprehender os preceitos da Grammatica, Tropos da Rhetorica, primores da Poesia, argucias da Filosofia, e mysterios da Theologia. Naõ teve menor talento para examinar as difficuldades do Direito Cesareo, a que se applicou na Universidade de Coimbra, onde com admiraçaõ de todos os Cathedraticos defendeo Conclusoens aos Titulos De Jure Codicilloru, et Cod. de Crimine expilatae haereditatis, cujos pontos estavaõ fabricados com engenhoso artificio de figuras Musicas, e Mathematicas, e diversos Acrosticos, que claramente indicavaõ a noticia que tinha destas Faculdades. Depois de fazer Formatura em Jurisprudencia Civil no anno de 1727. passados dez annos foy approvado pelo Dezembargo do Paço para administrar os lugares merecidos à sua sciencia legal. Publicou as seguintes obras

Crise à Carta Critica que fez certo Anonymo Castelhano sobre o Soneto Ramos cortou reaes com a soluçaõ aos reparos criticos, e com a exposiçaõ do Soneto. Lisboa por Pedro Ferreira Impressor da Serenissima Rainha N. Senhora. 1737. 4.

O Imineo dos Menezes, e Castros novo Poema da Voda do VI. Conde da Ericeira o Illustrissimo, e Excellentissimo Senhor D. Francisco Rafael Xavier de Menezes, com a Illustrissima, e Excellentissima Senhora D. Maria Josefa da Graça e Noronha, filho dos Illustrissimos, e Excellentissimos Marquezes do Louriçal, e filha dos Illustrissimos, e Excellentissimos Marquezes de Cascaes. ibi pelo dito Impressor. 1740. 4. Consta de cento e trinta Outavas.

Nova Statua ex Epigrammatum salibus libellus 1. Ulyssip. Typis Petri Ferrerij August. Reg. Typog. 1741. 4.

Ostentaçaõ pelo grande talento das Damas contra seus emulos. Lisboa pelo dito Impressor. 1741. 4.

Outeiro de Apollo, e das Musas em aplauso do Reverendissimo Padre Mestre Doutor Fr. Salvador Correa de Sá, Leitor jubilado em Theologia, Consultor do Santo Officio, e da Bulla da Santa Cruzada, e Examinador das Tres Ordens Militares. Sendo eleito Geral dos Preclarissimos Monges de S. Jeronymo em 16. de Abril de 1742. Lisboa por Jozè da Sylva da Natividade. 1742. 4. Consta de diversas Glosas.

Obras M. S.

Elogios Latinos em competencia dos que compoz o P. Luiz Giuglaris da Companhia de JESUS.

Epigrammata Sacra. Tem por Titulo Divino sub Sole novum insolitumque Poema. O Verbo Divino, ou Redempçaõ do homem. Poema Heroico.

Nova Statua Epigrammatum libellus 2.

Desafio Poetico com todos os mayores Poetas. A primeira parte tem já as licenças para a impressaõ.

Biblia Sacra interpretada desde o primeiro Capitulo em obsequio da Conceiçaõ de Nossa Senhora. Consta de muitos volumes.

Musica revelada do Contraponto à composiçaõ, que comprehende varias Sonatas de Cravo, Viola, Rebeca, e varios Minuetes, e Cantatas.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]