Xavier da Costa

XAVIER DA COSTA. Naceo em a notavel Villa de Santarem a 26 de Setembro de 1700, sendo filho de Braz Fernandes, e Francisca da Costa. Recebeo a roupeta de Jesuita em o Noviciado de Lisboa a 21 de Outubro de 1716. No Collegio de Braga dictou letras humanas, e as sciencias severas até que chegou a Lente de Prima, e Examinador Synodal do Arcebispado de Braga. Publicou

Drama in Laudem S. Ludovici Gonzagae à Benedicto XIII. in Sanctorum album adscripti. Ulyssipone apud Officinam Patriarchalem Musicae. 1728. 4.

Oraçaõ funebre nas Exequias delRey Fidelissimo o Senhor D. Joaõ V., as quaes lhe fez na Sé Primacial de Braga seu irmaõ o Serenissimo Senhor D. Jozé Arcebispo, e Senhor de Braga, Primaz das Espanhas. Lisboa na Regia Officina Sylviana 1751. 4. Sahio juntamente com a Relaçaõ das Exequias.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]

Xisto Figueira

XISTO FIGUEIRA, natural da Cidade de Braga, filho do Licenciado Lopo de la Higera, e Isabel Dias Tamaya naturaes de Toledo, os quaes se naturalizaraõ em Portugal por Alvará delRey D. Joaõ II. em o anno de 1489, e se estabeleceraõ na Cidade de Braga. Foy Tercenario na Cathedral da sua patria de que tomou posse a 8 de Junho de 1502, e depois Abbade de Saõ-Tiago de Villela, provido a 3 de Dezembro de 1507 por D. Diogo de Sousa Arcebispo Primaz, que o mandou a Roma tratar negocios pertencentes á sua Diocese.

Compoz

Arte para se rezar conforme o Rito Bracharense. Salamanca 1521. 4.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]

 

Frei Xisto de Selir

Fr. XISTO DE SELIR, cujo apelido declara o seu berço, que foy no lugar de Selir do Matto dos Coutos de Alcobaça. Foy Monge Cisterciense, e muito douto na liçaõ da sagrada Escritura, e dos Santos Padres. Escreveo

Vidua Sereptana moraliter explanata. fol. M. S. Conserva-se na Bibliotheca do Real Convento de Alcobaça.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]

Xisto Tavares

XISTO TAVARES, filho natural de Joaõ Tavares, Comendador de S. Vicente da Beira, e de Apedriz da Ordem de Saõ Bento de Aviz, terceiro Neto de Gonçalo Esteves Tavares primeiro Alcaide de Portalegre. Obteve hum Canonicato de quarta Prebenda em a Cathedral de Lisboa, onde falleceo no anno de 1525. Foy muito estudioso da Genealogia em que fez muitos progressos a sua aplicaçaõ, escrevendo

Nobiliario das Familias de Portugal. fol. M. S. O Original se conserva na Torre do Tombo, e nelle fez a attestaçaõ seguinte Damiaõ de Goes Guarda mór da mesma Torre tambem insigne professor de Genealogia. Este livro das Linhagens houve Damiaõ de Goes Guarda mór da Torre do Tombo por mandado delRey D. Joaõ nosso Senhor III. deste nome, da Livraria de Xisto Tavares, que Deos perdoe, Quartenario que foy na Sè de Lisboa, e paguey por elle, e por estoutros dous manuaes pequenos, que com elle estaõ atados dez cruzados aos herdeiros do dito Xisto Tavares que tudo compilou com muito trabalho, e deligencia. Desta obra, como de seu Author se lembra o P. D. Antonio Caetano de Sousa Apparat. á Hist. Gen. da Casa Real Portug. p. 28. §. 9. Franckenau Bib. Hisp. Gen. Herald. p. 408. Sixtus Tavares Lusitanus nobilis elegans, & sat amplae molis condidit opus; e affirma que a vira na Bibliotheca Real de França entre os M. S. num. 10259.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]