Frei João Fogaça

Fr. IOAÕ FOGAÇA natural de Lisboa filho de Francisco Fogaça Escrivaõ da Correiçaõ do Civel, e de Luiza da Sylva. Professou o instituto de S. Paulo primeiro Ermitaõ em o Convento da Serra de Ossa a 31 de Agosto de 1608. Estudou a arte da Musica com o insigne Mestre Duarte Lobo sendo hum dos mayores discipulos da sua Escola merecendo distintas estimações delRey D. Ioaõ o IV. augusto Mecenas, e famoso professor desta armonica Faculdade dandolhe huma tença annual de quarenta, e outo mil reis. Foy Definidor, e Reytor de dous Conventos em que mostrou a sua prudencia, e afabilidade, e como naõ era ambicioso se escuzou de outras Prelazias com o pretexto do serviço delRey. Falleceo em Lisboa a 2 de Agosto de 1658. com 69 annos de idade, e 51 de habito. Por ser excellente em dibuxar com a penna escreveo tres Livros para o Coro do Convento da Serra de Ossa onde foy Mestre, sendo hum das Festas dos Santos, e outro das da Senhora. As obras seguintes, que compoz se conservaõ na Bibliotheca Real da Musica cujo Index se imprimio em Lisboa por Pedro Crasbeeck. 1649. 4.

Homo natus de muliere a 8.

Parce mihi. a 8.

Pelii meae a 8.

Responde mihi. a 8.

Spiritus meus. a 8. Na Estant. 53. n. 771.

Versa est in Luctum. a 6.

Lacrymosa dies illa a 6. Estant. 36. n. 810.

Quis dabit capiti meo. a 4. Estant. 36. n. 809.

Beata Dei Genitrix a 4. Estant. 36. n. 818.

Missa Defuntorum a 8. e a 4. Estant. 33. n. 770.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]

João Fogaça

IOAÕ FOGAÇA igualmente perito nos preceitos da Poezia, como na intelligencia da lingua Franceza traduzindo desta lingua em a materna.

Discurso, e relaçaõ breve do cerco da Cidade de Pariz, e defensaõ della pelo Duque de Nemurs contra o Vandoma no anno de 1590. Lisboa por Balthezar Ribeiro. 1591. 8.

No Cancioneiro de Garcia de Resende estaõ Poezias suas a fol. 88. v.° 89. 91. 122. v.° 148. 161. v.° 171.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]

João Ferreira da Rosa

IOAÕ FERREIRA DA ROSA professor de Medecina em cuja Faculdade se formou em a Universidade de Coimbra onde foy dos Medicos do partido delRey. Assistindo em Pernambuco quando governava este Estado o Marquez de Montebello Felix Machado de Mendoça observou com profunda investigaçaõ as cauzas do mal Epidemico que devastava aos seus moradores escrevendo para seu remedio.

Tratado unico da constituiçaõ pestilencial de Pernambuco em que traz preservativos, e remedios para o dito mal. Lisboa por Miguel Manescal Impressor do Principe Nosso Senhor. 1694. 4.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]

João Ferreira e Faria

IOAÕ FERREIRA, E FARIA natural do Couto de Capareiros da Diocese Bracharense em a Provincia de Entre Douro, e Minho Reytor da Igreja de S. Miguel de Alvarazes termo da Villa de Barcellos. Estando escravo em a Cidade de Argel no anno de 1678. para aliviar as molestias do cativeiro como fosse muito douto na intelligencia da lingua Italiana traduzio della em a Portugueza.

Cleopatra. 6 Tom. em 4. cujo Original vimos. Esta obra tinha vertido na lingua Franceza o Conde Maiolino Bisacioni Gentilhomem da Camara delRey Christianissimo.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]

João Ferreira Delgado

IOAÕ FERREIRA DELGADO natural de Lisboa Presbitero de inculpavel vida, muito perito em a Theologia Especulativa, Moral, e Mystica, Confessor das Religiosas de Santa Brigida do exemplarissimo Convento da Conceiçaõ de Marvilla situado em o suburbio de Lisboa. Falleceo na patria a 27 de Iulho de 1736. Compoz.

Solitario, ou retiro da alma à solidaõ dividida em tres Partes. A primeira o modo que se deve observar no retiro 2. repartiçaõ das horas. 3. Meditaçoens para a Oraçaõ Lisboa na Officina Ferreiriana. 1729. 8.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]