O colóquio pretende discutir, durante três dias, a produção ensaística de Jorge de Sena, atividade tão profícua quanto a de poeta, como aliás o próprio reconhece num depoimento que escreve em 1976 («O poeta e o crítico na mesma pessoa – um depoimento sobre algumas décadas de experiência pessoal», publicado em Dialécticas Teóricas da Literatura) acerca da coexistência destas duas facetas que sempre conviveram de forma harmoniosa e regular desde o início da sua carreira de escritor.

No mês e ano em que Jorge de Sena faria 100 anos, esta iniciativa, organizada por Joana Meirim, da Universidade Católica Portuguesa, e Joana Matos Frias, da Universidade do Porto, tem como principal objetivo chamar a atenção para uma faceta menos escrutinada deste autor, convidando vários oradores de diferentes áreas a ler e a debater a crítica prolixa e atenta de Jorge de Sena sobre os assuntos e autores em que são especialistas.

Pretende-se, no final deste colóquio, e partindo das intervenções nele apresentadas, fazer uma publicação exclusivamente dedicada a esta faceta da obra de Sena.

O programa do colóquio encontra-se disponível aqui.

Fonte: BNP