As temáticas do ciclo Foto-histórias da História, organizado por Filomena Serra (IHA – FCSH/NOVA), estão relacionadas com a exposição Fotografia Impressa e Propaganda visual em Portugal (1934-1974), patente na BNP de 20 de maio a 30 de agosto de 2019, e enquadram-se no projeto «Fotografia Impressa. Imagem e  Propaganda em Portugal (1934-1974)», financiado pela FCT e desenvolvido no IHA (FCSH/NOVA) e no DINÂMIA-IUL (ISCTE-IUL).
Durante o Estado Novo português as «Arquiteturas» de Lisboa foram captadas, editadas e exibidas pelas imagens fotográficas que exaltavam e popularizavam o progresso e o passado, tornando-os acessíveis aos portugueses e estrangeiros, montando um universo estético reconhecível de Lisboa como Pais(agem). A análise em torno da modernização da capital, documentada em filmes, em exposições e em publicações permite revelar uma cultura arquitetónica e ideológica.
Paula André é doutorada em Arquitetura pelo ISCTE-IUL e mestre em História da Arte pela NOVA/FCSH. É professora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo do ISCTE-IUL; coordenadora da Área Científica de Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo; docente no Mestrado Integrado em Arquitetura, no Doutoramento em Arquitetura dos Territórios Metropolitanos Contemporâneos e no Mestrado em Empreendedorismo e Estudos da Cultura. É também investigadora integrada do Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território – DINÂMIA’CET-IUL, onde coordena a Linha Temática «Imagens das Realizações Materiais» do Projeto FCT «Fotografia Impressa. Imagem e Propaganda em Portugal (1934-1974)» – PTDC/CPC-HAT/4533/2014. Coordena o «Laboratório Colaborativo Dinâmicas Urbanas, Património, Artes. Seminário de Investigação, Ensino e Difusão», em parceria com Paulo Simões Rodrigues (Universidade de Évora), Margarida Brito Alves (NOVA), Miguel Reimão Costa (Universidade do Algarve) e Sérgio Martin Blas e Nieves Mestre (Universidad Politecnica de Madrid).
Fonte: BNP