AYRES ANTONIO DA SILVA, Cavalleiro professo da Ordem de Christo, nasceo em Lisboa a 15 de Abril de 1700, sendo filho de D. Manoel Pereira Coutinho, e D. Maria Teresa da Silva, e Tavora. Quando contava sete annos de idade se applicou a aprender Musica, e os instrumentos de rabeca, rabecaõ de quatro, e de sete, flauta, e viola, e em todos sahio destramente perito. Instruido na lingua Latina estudou Filosofia na Congregaçaõ do Oratorio de S. Filippe Neri, da qual defendeo Conclusões publicas com universal applauso. Passando à Universidade de Coimbra recebeo o gráo de Mestre em Artes, e foy Examinador de Bachareis, depois applicado ao estudo dos sagrados Canones lhe conferio a mesma Universidade em premio da sua sciencia as insignias doutoraes, quando completava dezanove annos de idade. Ambicioso de adquirir mayores thesouros de erudiçaõ assim sagrada, como profana, passou a Pariz no anno de 1723, onde sahio perfeitamente instruido na lingua Franceza, e na Historia Ecclesiastica, e voltando para a patria visitou as Universidades de Valhadolid, e Alcalá. Compoz

Nova Juris Civilis Tractatio in quinquaginta libros Digestorum, & sub eisdem titulis nostri municipalis Lusitaniae Juris explicatio. M. S.

Triumphis Eucharisticus, seu Sanctissimi Mysterii Eucharistiae vindicatio contra Lutheranos, & Calvinistas negantes Transubstantiationem panis, & vini in Corpus, & Sanguinem Christi Domini. M. S.

Missas, Psalmos, Ladainhas, e Te Deum ludaamus, com diverso genero de instrumentos, que se cantaraõ com grande applauso dos ouvintes.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. IV]