IOAÕ GOMES DA SYLVA. Alcayde mòr, e Comendador da Villa de Cea em a Ordem de Aviz filho segundo de Braz Tellez de Menezes Alcayde mòr de Moura, Camareiro mòr, e Guarda mòr do Infante D. Luiz; e de D. Catherina de Brito fitrha de Ruy Mendes de Brito, e D. Margarida Figueira sua segunda mulher. Foy ornado de animo Valeroso, prudente juizo, e instruido nas artes dignas de seu illustre nacimento. No anno de 1567. passou à India com o posto de Capitaõ mòr de huma Armada composta de quatro nàos, onde deixou memorias de seu natural valor. Restituido a Portugal o mandou ElRey D. Sebastiaõ em o anno de 1571. Por seu Embaxador a Carlos IX. de França com a incumbencia de graves negocios em que eraõ interessadas ambas as Monarchias, a qual dezempenhou com tanto credito do seu talento que o mesmo Monarcha o elegeo Embaxador à Santidade de Gregorio XIII. e entre outras negociaçoens que felizmente concluio na Curia foy alcançar no anno de 1577. de Cosme primeiro Graõ Duque de Toscana que nella assistia, faculdade para levantar nos seus dominios quatro mil Infantes a infausta expediçaõ de Africa. Chegando à sua noticia a fatal derrota sucedida em Alcacer a 4 de Agosto de 1578. em que juntamente com o seu Principe agonizou a Monarchia Portugueza, mandou fazer em Roma Exequias correspondentes à grandeza do Monarcha, que se lamentava defunto. Voltando ao Reyno o nomeou em premio dos seus serviços o Cardial D. Henrique Vedor da sua Fazenda, e Conselheiro de Estado em cujos lugares o conservaraõ Filippe II. e III. que sempre veneraraõ a prudencia do seu juizo, e capacidade do seu talento de cujos dotes fazem particular mençaõ Faria Asia Portug. Tom. 3. p. 543. Conestag. Union. Di Portug. a Castil. liv. 1. fol. 14. Salazar Hist. Gen. de la Caz. de Sylva. liv. 9. cap. 15. Iaz sepultado em hum mausoleo de excellentes marmores ao lado do Evangelho do Altar da Sancristia do Convento do Carmo de Lisboa jazigo da Excellentissima

Caza dos Marquezes de Alegrete. Compoz.

Oraçaõ obediencial ao Summo Pontifice Gregorio XIII. em nome delRey D. Sebastiaõ. Della como de seu Author fez memoria Fr. Lud. Iacob. à S. Carol. Bib. Pontif. lib. 2. p. 365.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]