Fr. IOAÕ IOZÉ DE SANTA THEREZA chamado no seculo Ioaõ de Noronha Freyre naceo em Lisboa no anno de 1658. sendo filho de Francisco de Noronha Capitaõ dos Malthezes, Escrivaõ dos seus priviligiados, e Thezoureiro da mesma Religiaõ, e de D. Anna Maria de Figueiredo. No Collegio patrio de Santo Antaõ estudou letras humanas, e Filosofia correspondendo o progresso, que fez em ambas estas aplicaçoens à viveza do seu engenho, e felicidade da sua memoria. Para alcançar dispensa de contrahir matrimonio com huma sua parente passou a Roma no anno de 1678. onde movido de superior impulso preferio o estado religioso ao conjugal recebendo o habito de Carmelita Descalso em o Convento de Santa Maria da Escada a 2 de Fevereiro de 1680. quando contava vinte, e dous annos de idade. Feita a profissaõ solemne se aplicou novamente ao estudo da Filosofia, e frequentou o da Theologia em cujas faculdades sahio profundamente perito assim como era nas linguas Latina, e Italiana, que fallou como a materna. Voltando à patria no anno de 1698. se restituhio brevemente a Roma onde ainda vivia no anno de 1733. com o lugar de Theologo delRey da Graá Bretanha. Fazem delle memoria Fr. Martial. à D. Ioan. Baptist. Bib. Script. Carmel. Excalc. p. 256. e Iozeph Catalani Vit. Ven. P. Barthol. do Quental. pag. 129. Compoz.

Finezze di Giesu Sacramentato verso l’huomo, e ingratitudine del huomo verso Giesu Sacramentato. Florenza per Giou: Francesco Barbetti. 1690 8. Milano per Ludovico Sciroli. 1693 8. e outras vezes reimpresso. Sahio esta obra traduzida em Portuguez pela Madre Soror Francisca Iozepha de Noronha religiosa Dominica no Convento de Nossa Senhora da Roza de Lisboa irmãa do Author. Lisboa por Antonio Pedrozo Galraõ. 1722 8. da qual se faz mençaõ em seu 1ugar.

Istoria delle guerre del Regno del Brasile accadute tra la Corona di Portogallo, e la Republica di Olanda Parte prima. Roma, nella Stamparia degl’ heredi del Corbelleti. 1698. fol.

Parte seconda. Roma. Na mesma Impressaõ, e anno. fol. He escrita com elegante estilo, excellentemente impressa naõ somente pelo caracter, como pelas muitas estampas primorosamente abertas de que está toda ornada para cuja ediçaõ mandou ElRey D. Pedro II. sinco mil cruzados. Desta obra fazem mençaõ o moderno addicionador da Bib. Occid. de Antonio de Leaõ Tom. 2. Tit. 12. col. 682. e Gemeli Giro del Mondo liv. 3. cap. 18. fol. 518. Traduzio de Portuguez em Italiano.

Meditaçoens da Sacratissima Payxaõ, e morte de Christo Senhor nosso compostas pelo V. Padre Bartholameu do Quental da Congregaçaõ do Oratorio. Roma por Rossati, & Borgiani. 1733 8.

Chronica da prodigiosa Vida de Maria Santissima Senhora Nossa 1. e 2. Parte. M. S. fol. Conserva-se huma copia na Bibliotheca Mariana dos Padres da Congregaçaõ do Oratorio desta Cidade, e he volume de summa grandeza.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]