D. IOAÕ EVANGELISTA. Naceo em Lisboa a 30 de Iulho de 1685. e na Parochial Igreja de Santa Engracia recebeo a primeira Graça a 10 de Agosto do dito anno. Teve por Pays a Francisco Tavares da Sylva, e D. Iulia Maxima da Sylva igualmente nobres pela consaguinidade, q entre elles havia. Antes de conter sete annos aprendeo a lingua Latina, e quando chegou aos onze naõ somente estava perfeitamente instruido nella mas em a Castelhana, Italiana, e Franceza. Aplicou-se ao estudo das letras humanas, e liçaõ dos Poetas, e Mythologicos de que resultou practicar com felicidade a Poezia vulgar, e Latina. Quando cumprio quatorze annos frequentou no Collegio patrio de Santo Antaõ dos Padres Iesuitas o curso de Filosofia o qual interrompeo largando o seculo, e recebendo o habito Canonico de Santo Agostinho no Real Convento de S. Vicente de fora a 4 de Iulho de 1703. onde professou solemnemente a 6 do dito mez do anno seguinte. No Collegio de Santo Agostinho da Universidade de Coimbra aprendeo as sciencias severas com tanta aplicaçaõ como as continuou com igual aplauzo merecendo laurearse na mesma Universidade com as insignias doutoraes na Faculdade Theologica a 13 de Dezembro de 1713. Iubilado em o anno de 1725. se fizeraõ as Opposiçoens à Cadeira de Prima da Theologia na Universidade, e sendo hum dos Oppositores fez com tal distinçaõ as suas funçoens que naõ obstante o merecimento de vinte e sete Oppositores mais antigos, que elle foy uniformemente consultado pelo Tribunal da Meza da Conciencia para huma Conducta. Completo o triennio de Reytor do Collegio de Coimbra se restituhio ao Convento de S. Vicente de fora de Lisboa para experimentar clima mais propicio à sua saude. No decurso de trinta annos tem exercitado o ministerio de Orador Evangelico com universal aceitaçaõ derigindo sempre os seus discursos à reforma das vidas, practica das virtudes, e abominaçaõ dos vicios. He ornado de modestia religiosa urbanidade summa, e vasta erudiçaõ Sapientissimus Doctor, eligiosissimusque Pater he intitulado pelo P. D. Manoel Caetano de Souza in Ind. Harmon. Critic. §. 17. do 2. Tom. Exped. Hisp. D. Iacobi. Compoz.

Sermoens Tom. 1. Lisboa por Miguel Manescal da Costa Impressor do S. Officio 1743. 4.

Sermaõ na profiçaõ da muito religiosa Madre a Senhora Soror Maria de S. Iozé filha de Luiz Iozé de Vasconcellos, e Azevedo Governador de Portalegre no Convento da Esperança com o Sacramento exposto em o primeiro de Ianeiro de 1718. Lisboa por Antonio Pedrozo Galraõ 1718. 4.

Com o nome de Damiaõ Goneto, e Silva anagrama puro do seu nome traduzio da lingua Franceza em a materna, e addicionou, e emendou em muitas partes.

Historia Chronologica dos Papas, Emperadores, e Reys, que tem reynado na Europa do nacimento de Christo até o prezente. Coimbra por Antonio Simoens Ferreira 1731. 12. E segunda vez na mesma impressaõ 1737. com novas addiçoens.

Com o nome de Gelasio Antonio de Sà anagrama arithmetico do seu nome publicou.

Supplemento da Historia Chronologica dos Papas, Emperadores, e Reys, que tem reynado na Europa &c. P. 1. que contem o Suplemento da Historia Chronologica dos Papas. Tom. 1. em que se dá huma noticia Geographica dos dominios temporaes de que saõ Principes soberanos os Supremos Pontifices. Lisboa por Miguel Manescal da Costa 1741. 12.

Tomo 2. em que se dá huma noticia historico Chronologica das Persiguiçoens da Igreja; das principaes heregias; de todos os Concilios Geraes Ecumenicos, e de outros, que merecem especial memoria. Lisboa pelo dito Impressor. 1741. 12.

Censura sobre o uzo da Comunhaõ quotidiana. Sahio no Appendix ao Thezouro dos Christaõs composto por Fr. Francisco de Santa Rosa de Viterbo da Provincia Serafica dos Algarves. Lisboa por Bernardo Fernandes Gayo. 1739. 8. desde pag. 376. até 385.

Obras M. S.

Supplemento da Historia Chronologica dos Papas Emperadores, e Reys &c. Parte 2. que consta da Historia dos Emperadores.

Parte 3. que contem o Supplemento da Historia dos Reys.

Commentariorum in Magistrum Sententiarum Petrum Lombardum ex Canonico Regulari Episcopum Parisiensem ad usum Universitatis Colimbriensis. Tomus primus complectens 29 Priores Distinctiones Libri primi Magistri. fol. Tinha este Tomo por prefaçaõ huma Dissertaçaõ sobre o Canonicato Regular de Pedro Lombardo. Naõ continuou os tomos seguintes da obra taõ importante por deixar a Universidade.

Especilegio Theologico-Juridico Critico Historico das Notas da Analysis Benedictina, comprehende outras novissimas descubertas em defensa das Sagradas  Religioens, especialmente da dos Conegos Regulares de Santo Agostinho. fol. Conservase huma copia no Real Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, e outra em o de S. Vicente de fora de Lisboa.

Triunfo dos Varoens fortes entre os Fortissimos de Israel que defendem do poder das trevas o mystico leito de Salamaõ conseguido pelo Senhor das Batalhas de tres formidaveis exercitos ordenados contra elles pelo cruel Farao Principe das sombras, e totalmente derrotados em outras tantas campanhas composta cada huma dellas de diferentes conflictos concluidos todos em ventagem do partido das luzes, e celebrados depois em varios Problemas que em lugar de Epinicios, se propoem em obsequio da curiosidade publica, e se resolvem a favor da commua utilidade. Oba Apologetico Regular em que se justificaõ, e vindicaõ as sagradas Religioens das imposturas, e invectivas com que instigados do demonio procuraõ ainda hoje infamallas tres dos seus jurados inimigos estabelecendose contra a mentira a verdade em irrefragaveis conclusoens illustradas todas com varias Dissertaçoens incidentes poucas vulgares, muitas curiosas, e todas uteis. fol. Esta obra he dividida em quatro volumes, dos quais o primeiro está corrente para a impressaõ, e nelle se conhece a profunda noticia, e vasta erudiçaõ que o Author tem da Historia Ecclesiastica, Theologia Positiva, e Polemica.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]