P. IOAÕ CABRAL natural da Villa de Celorico da Provincia da Beyra filho de Antonio Sarayva de Vasconcellos, e D. Catherina Sarayva Cabral. Quando contava a tenra idade de quatorze annos recebeo a roupeta da Companhia de IESUS em o Collegio de Coimbra a 13 de Iunho de 1615. Impellido do zelo da conversaõ da gentilidade passou à India, e dezejando os Superiores da Provincia do Malabar introduzir Missionarios em Tibet pelo caminho de Bengala por ser mais breve do que pelas Serras de Siranegar por onde tinha entrado na Tartaria o Padre Antonio de Andrade, foy nomeado companheiro dos Padres Estevaõ Cassela, e Manoel Diaz os quais morrendo nesta empreza della sahio salvo o Padre Cabral havendo padecido gravissimas enfermidades, e innumeraveis tribulaçoens, até que chegou a ser testemunha do celebre cerco de Ugulim, e da lamentavel desgraça da entrega de Malaca. Foy Provincial da Provincia do Iapaõ, e Preposito da Caza professa do bom Iesus de Goa onde passou a milhor vida. Assistio à morte do V. Irmaõ Pedro do Basto sucedida no primeiro de Março de 1645. Delle fez memoria o Padre Queiroz Vid. do Irm. Basto. liv. 2. cap. 22. Escreveo.

Relaçaõ copiosa dos trabalhos grandes, que padeceo na Missaõ do Tibeth. Foy mandada a Roma antes do anno de 1635. e a ouvio ler o P. Fernando de Queiroz como escreve no lugar assima allegado.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]