IOAÕ CARDOSO DA COSTA Cavalleiro professo da Ordem de Christo, Iuiz proprietario do Officio de Iuiz dos Orfaõs da Cidade de Lamego, Escrivaõ da Curia Patriarchal, e Gentilhomem do Emminentissimo Senhor Patriarcha de Lisboa D. Thomaz de Almeyda naceo em a Cidade de Lamego a 30 de Ianeiro de 1693. sendo filho de Sebastiaõ Cardoso, e D. Esperança da Costa. Ainda que naõ cultivou as letras por ter muito infeliz memoria sempre frequentou a liçaõ dos livros da qual colheo instruçaõ erudita. Desde os primeiros annos teve natural inclinaçaõ à Poezia vulgar produzindo a sua Musa diversos generos de metros a assumptos sacros, e profanos. He ornado de genio docil, conciencia timorata, e summa urbanidade. Publicou.

Alma chorosa do pecador arrependido. Guia perdaõ, reconhecimento, e confissaõ da culpa para bem do pecador. Lisboa na Oficina da Musica. 1725. 8.

Consta de vinte, e sinco clamores extrahidos das Confissoens de Santo Agostinho, e de outros Authores, que traduzio.

Musa pueril. Dedicada a Senhora D. Ignez Francisca Xavier de Noronha Viscondesa de Barbacena. Lisboa por Miguel Rodrigues Impressor do Senhor Patriarcha. 1736. 8.

Musa Sacra. Dedicada a Reverenda Madre Soror Ioanna do Apocalypse religiosa da Santissima Trindade no Convento de Nossa Senhora dos Remedios de Campolide irmãa do Author. Lisboa pelo dito Impressor. 1736. 8.

Tres Sonetos à morte da Serenissima Senhora Infanta D. Francisca. Sahio nos Sentim. Metric. a este Assumpto Collec. 1. a pag. 7. e 8 Lisboa pelo dito Impressor. 1736. 4.

Romance Heroico ao mesmo Assumpto. Sahio na Collec. 2. dos Sentim. Metric. a pag. 30. Lisboa pelo dito Impressor 1736. 4.

Discursos da Caballina em que se descreve a ruina do grande, e antiquissimo Pinheiro da Cidade de Evora, que depois de 18 seculos de duraçaõ a impulsos do vento cahio por terra a dous de Janeiro deste prezente anno de 1739. Lisboa pelo dito Impressor 1739. 4. Consta de huma Sylva jocosa muito larga, e hum Soneto.

Clamor do arrependimento entre exercicios devotos com importantes doutrinas para mayor perfeiçaõ tudo resumido em duas partes. Lisboa pelo dito Impressor. 1742. 8.

Obras M. S.

Voz do Parnazo. 4. Consta de varios Versos a diversos Santos.

Musa particular. 4. Consta de Sonetos, Romances, e Glossas, e Decimas a Assumptos particulares.

Nova Historia de Clamedes, e Clarimunda.

Relaçaõ Diaria da jornada, que fez à Villa de Mafra o Eminentissimo, e Reverendissimo Senhor Cardial Patriarcha de Lisboa D. Thomaz de Almeyda onde se narra a funçaõ da Sagraçaõ da famosa Igreja de Nossa Senhora, e Santo Antonio junto a Mafra, que fez o mesmo Senhor. 4.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]