P. IOAÕ BAPTISTA. Naceo em a notavel Villa de Setubal onde teve por Pays ao Doutor Balthezar da Fonceca Lemos Provedor da Comarca desta Villa, e depois Corregedor do Civel da Corte, e a D. Mariana Iozefa Lobata. Começou aprender os primeiros rudimentos da lingua Latina com hum Clerigo de inculpavel vida, na qual sahio consummado pelas instruçoens de seu Pay que era muito perito neste idioma. Ouvio Filosofia na Congregaçaõ do Oratorio de Lisboa dictada pelo P. Iozé Troyano Qualificador do S. Officio onde suavemente atrahido do exemplar instituto de seu Mestre vestio a roupeta de S. Filippe Neri a 8 de Setembro de 1724. Nesta virtuosa, e sabia palestra sendo discipulo dos Padres Manoel de Almeyda, Estacio de Almeyda Academico Real, e Chronista deste Reyno, e o Padre Iulio Francisco Academico Real, e hoje dignissimo Bispo de Viseu, subio ao magisterio da Filosofia em que conciliando a doutrina de Aristoteles com os Systemas de Renato Descartes, e Isaac Nevvton, e outros celebres sequazes destes dous Oraculos de França, e Inglaterra alcançou a gloria singular de ser o primeiro que nesta Corte dictasse a Filosofia Moderna, que totalmente e ignorava em Portugal em cuja ardua empreza manifestou o incansavel disvelo do seu estudo, e a subtil penetraçaõ do seu juizo. Igual sublimidade de talento, e extensaõ de literatura descubrio nas Cadeiras de Vespera, e Prima onde dictou diversas Materias Theologicas solidamente estabelicidas sobre as sentenças dos Santos Padres, principalmente de Santo Agostinho, cujas obras tem revolvido com taõ continuo exercicio, que de muitas fielmente repete paginas inteiras. Naõ he menos versado na Theologia Polemica, e Expositiva com que corrobora, e illustra a Escholastica, sendo illustres pregoeiros da sua profunda subtileza, e vastissima erudiçaõ repetidos Actos literarios onde ou argumentando, ou defendendo se venera o seu nome sempre invulneravel aos golpes da enveja, e da emulaçaõ. Para fazer patente ao mundo a laboriosa empreza, que animosamente intentou, e felismente conseguio em o novo Methodo da Filosofia a reduzio a 4. Tomos de folha dos quais o 1. e 2. se estaõ imprimindo neste anno de 1746. Na Officina Real Sylviana, e da Academia Real com o titulo seguinte.

Philosophiae Aristotelicae restitutae, et illustratae quá experimentis, quá ratiociniis recenter inventis. Pars Prima. Logica. fol.

Philosophiae Aristotelicae restitutae &c. Pars secunda. Physica duplici volumine absolvenda. fol. Tem prompto para a impressaõ.

Quaetiones selectae ex penitiore Theologia eá nimirum quae nostram concernunt libertatem. Constaõ De sciencia media, cujus existientia fortiter impugnatur. De Gratia efficaci. De Praedestinatione. De Primatu Divinae Voluntatis in nostras. De libero Arbitrio.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]