IOAÕ ALVARES SOARES. Naceo em a Cidade da Bahia a 8 de Setembro de 1676. sendo filho de Rafael Soares da Franca moço fidalgo da Caza Real, Cavalleiro professo da Ordem de Christo, e de D. Catherina de Souza Barbalho de igual nobreza à de seu Consorte. Estudou no Collegio patrio dos PP. Iezuitas as letras hurnanas, e as sciencias severas recebendo o grao de Mestre em Artes. Da palestra de Minerva passou à de Bellona assentando praça de Soldado no Terço da Infantaria da guarniçaõ da Praça da Bahia de que era Mestre de Campo seu irmaõ Antonio Soares da Franca, onde foy Alferes do Mestre, e depois Capitaõ. Deixada a vida militar seguio a Ecclesiastica recebendo Ordens de Presbitero no anno de 1718. Cultivou em os primeiros annos a Poezia em que naõ foy infecundo o seu talento, como tambem em todo o genero de erudiçaõ sagrada, e profana de que saõ testemunhas as obras seguintes.

Quatro Sonetos Castelhanos à lamentavel morte do augustissimo Rey de Portugal. D. Pedro II. Sahiraõ no Breve Compendio, e narraçaõ do funebre espectaculo que na indigne Cidade da Bahia se vio na morte delRey D. Pedro II. Lisboa por Valentim da Costa Deslandes. 1704. 4.

Sermaõ da Gloriosa Santa Anna Mãy de Maria Santissima Senhora nossa na festa, que lhe consagraõ os Moedeiros na Cathedral da Cidade da Bahia. Lisboa na Officina Augustiniana. 1733. 4.

Progymnasma litterario, e thesouro de erudiçaõ sagrada, e humana para enriquecer o animo de prendas, e a alma de virtudes. Tom. 1. que contem setenta, e dous Discursos moraes, e politicos, Academicos, doutrinaes, asceticos, e predicaveis dispostos pelas letras do Alphabeto até a letra C. Lisboa na Officina da Musica de Theotonio Antunes de Lima Impressor da Sagrada Religiaõ de Malta. 1737. fol. Promete mais 4 volumes desta obra, que naõ estaõ concluidos por falta de saude.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]