IOAÕ ALVARES FROVO. Naceo em Lisboa a 16 de Novembro de 1608. sendo sobrinho do celebre antiquario Gaspar Alvares Louzada de quem se fez em seu lugar larga memoria. Aprendeo os preceitos da Arte Musica com o grande Duarte Lobo, que com o seu nome illustou a Bibliotheca Lusitana, e sahio taõ perito em os mysterios desta armonica Faculdade que se naõ excedeo, competio com a sciencia de taõ insigne Mestre. Foy Capellaõ delRey, e Bibliothecario da Bibliotheca Real da Musica a qual formou o Serenissimo Rey D. Ioaõ o IV. como professor de taõ divina arte, das obras dos mais celebres Escritores que venerou a Europa. Na Cathedral da sua patria exercitou o ministerio de Mestre da Musica pelo espaço de trinta, e sinco annos onde em remuneraçaõ do seu merecimento obteve hum Canonicato de quarta Prebenda. Falleceo a 29 de Ianeiro de 1682. Quando contava 74 annos de idade, e jaz sepultado na Cathedral de Lisboa. Compoz.

Discursos sobre a perfeiçaõ do Diathesaron, e louvores do numero quaternario em que elle se contem com hum encomio sobre o papel que mandou imprimir o Serenissimo Rey D. Ioaõ o I V. em defensa da moderna Musica, e reposta sobre os tres Breves negros de Christovaõ de Morales. Lisboa por Antonio Crasbeeck. de Mello 1662. 4. In quo (falla deste Tratado o P. Emman.

Lud. Vit. Princip. Theod. lib. 1. cap. 2. n. 121) Sanctorum, & illustrium Authorum testimoniis diserte probat praeter alia esse hanc Artem Regibus, Sapientibus, & maximis quibusque viris dignissimam. Delle taõbem se lembra Souza Hist. Geneal. da Caz. Real Portug. Tom. 7. liv. 7. p. 241.

Speculum Univesale in quo exponuntur omnium ibi contentorum Auctorum loci, ubi de quolibet Musices genere disserunt, vel agunt. 2. Tom. fol. M. S. O 2. composto no anno de 1651. escrito em admiravel caracter tive em meu poder; constava de 589. paginas excepto o Index. He obra muito erudita, e tinha algumas palavras gregas em cujo idioma mostrava ser versado seu Author.

Theorica, e Practica da Musica. fol. M. S.

Breve Explicaçaõ da Musica 4. M. S. a qual vimos primorosamete trasladada em o anno de 1678. por seu discipulo Antonio da Cunha de Abreu.

Livro de Hymnos a 4. vozes fol. grande M. S.

Livro de Missas. fol. grande M. S.

Missas de Coros duas, e huma a 16 vozes.

Dous Psalmos da Noa a 8.

Psalmos de Vesperas a 8. 10. e 12. vozes.

Psalmo de Completas a 20. vozes.

Diversos Motetes a 3. e 4. vozes.

Responsorios da Noute de Natal a 8.vozes

Invitatorio do Officio dos Defuntos a 4. e a 12.

Responsorios do mesmo Officio dous a 8. e hum a 12. outro a 16. e outro a 17. Vozes.

Tractos das Domingas da Quaresma a 4.

Texto da Paixaõ da Dom. de Ramos, e 6. feira Mayor a 4. vozes.

Miserere a 16. vozes.

Lamentaçoens de diversas vozes.

Vilhancicos de diversas Festividades a 4. 6. e 8. vozes.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]