Fr. IOAÕ DE SANTA ANNA natural da Cidade de Lisboa onde professou o instituto Carmelitano da primitiva observancia. Aplicou-se mais ao exercicio das virtudes, que à especulaçaõ das sciencias, de que teve por director Fr. Constantino Pereira sobrinho do Ven. Fr. Nuno de Santa Maria Condestavel, que foy deste Reyno, o qual vivia contemplativo em o Convento de Collares, que elle edificara, e com os documentos de taõ virtuoso Mestre sahio Fr. Ioaõ exemplar da observancia religiosa. Foy eleito Provincial em o anno de 1506. por insinuaçaõ delRey D. Manoel, cujo lugar exercitou com tanta prudencia, que o conservou até o anno de 1520. em que lhe sucedeo Fr. Gonçalo Fialho. O Geral Fr. Bernardino Landucio informado das suas virtudes o nomeou Vigario Geral nesta Provincia. Tanto que acabou o ministerio de Prelado se retirou para o Convento de Collares onde se dedicou com summa tranquillidade à contemplaçaõ das felicidades eternas porém o numero dos annos, e o excesso das penitencias lhe aceleráraõ a morte, que sucedeo no anno de 1523. deixando da sua vida santificada memoria. Delle se lembraõ Cardoso Agiol. Lusit. Tom. 1. pag. 142 letr. D. Mertola Vid. de Fr. Estev. da Purif. cap. 29. Casanate Parad. Carm. Decor. Stat. 4. Aest. 1 7. cap. 407. pag. 388. Carvalho Corog. Portug. Tom. 3. liv. 2. Tract. 8. cap. 47. e Fr. Manoel de Sá Mem. Hist. dos Escrit. Portug. do Carm. cap. 48. n. 291. Traduzio da lingua Latina em a materna para que os religiosos moços com facilidade mayor podessem saber o que deviaõ observar.

Constituiçoens, e Cerimonial da Ordem. M. S. Obra, que naquelle tempo foy recebida com estimaçaõ como escreve Fr. Manoel de Sá no lugar assima allegado.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]