P. IGNACIO DE CARVALHO filho de Manoel Coelho, e Cicilia Figueira naceo em a Villa de Monte mór o novo da Diocese de Evora em cujo Collegio abraçou o instituto de Iesuita a 24 de Dezembro de 1651. a tempo que tinha 15 annos de idade, e frequentava o curso da Filosofia. Nesta Universidade aprendeo, e dictou letras humanas, Rhetorica, e Filosofia. Recebido, o grao de Doutor em a sublime Faculdade da Theologia foy Lente da Sagrada Escritura. Todas as produçoens da sua penna mereceraõ universal aplauzo naõ se conhecendo excesso de huas a outras por ser igualmente insigne nas letras amenas, e severas. Nos poemas era elegante, nas Oraçoens eloquente, e nas Postillas profundo. Acometido de huma febre maligna se preparou com catholica resignaçaõ para a morte que o privou da vida em o Collegio de Evora a 13 de Dezembro de 1682. quando contava 46 annos de idade, e 31 de religiaõ. Delle se lembraõ com louvor o P. Antonio Franco Imag. da Virtud. em o Novic. de Evora. p. 868. Ann. Glor. S. I. in Lusit. p. 737. et Anual S. I. in Lusit. pag. 374. n. 13. e o P. Fonceca. Evor. Glorios. p. 432. Compoz

Compendium Logicae Conibricensis. Eborae ex Officina Academiae. 4.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]