IGNACIO LOPES DE MOURA Cavalleiro da militar Ordem de Christo natural de Lisboa filho de Antonio Ferreira Cavalleiro da Ordem de Christo, e Cirurgiaõ da Camera delRey de quem se fez merecida memoria em seu lugar, e D.  Maria de Saõ Ioaõ. Instruido na patria com os primeiros rudimentos cultivou em a Universidade de Coimbra a Iurisprudencia Civil, merecendo pelos progressos, q fez nesta Faculdade ser Dezembargador do Porto donde passou para a Caza da Supplicaçaõ a 18 de Março de 1692. Corregedor do Civil da Corte a 13 de Novembro de 1700. e Dezembargador dos Aggravos a 14 de Outubro de 1704. Em todos estes lugares conservou o decoro de Ministro uzando de summa benevolencia de que era naturalmente ornado. Falleceo em Lisboa em o primeiro de Abril de 1709. e está sepultado na Ermida de Santa Barbara situada nas cazas proprias em que habitava. Em obzequio desta insigne Virgem, e valerosa Martyr publicou em metro, em que naõ foy infeliz a sua Musa, a vida da mesma Santa com este titulo.

Flores de devoçaõ colhidas no Campo de Santa Barbara. Lisboa por Miguel Deslandes. 1701. 8.

Prologo muito largo ao livro intitulado Luz Verdadeira, e recopilado Exame de toda a Cirurgia, que compuzera seu Pay Antonio Ferreira, e sahio Lisboa por Valentim da Costa Deslandes. 1705. fol.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]