Fr. IERONIMO RAMOS natural da Cidade de Evora onde teve por Pays a Diogo de Ramos, e Ignez Carvalhal Professou o sagrado instituto da Ordem dos Pregadores no Convento patrio a 13 de Mayo de 1565. Foy excellente Orador Evangelico, insigne Musico, e perito Architecto. Faleceo no Convento de Lisboa no anno de 1585. Para que naõ caducasse na posteridade a santificada memoria do Serenissimo Infante D. Fernando filho delRey D. Ioaõ o I. que morreo vitima da barbaridade em as masmorras de Africa, cuja vida, e morte escrevera Fr. Ioaõ Alvares Secretario do mesmo Principe, e desta sendo impressa no anno de 1527. eraõ jà   rarissimos os exemplares, se empenhou a reimprimilla reformando algumas palavras antiquadas, e acrecentando alguns sucessos, a publicou com este titulo.

Chronica dos feitos, vida, e morte do Infante Santo D. Fernando que morreo em Fees. Lisboa por Antonio Ribeiro. 1577. 8. Derigida ao Serenissimo Cardial D. Henrique Infante de Portugal Arcebispo de Evora Legado à latere. Sahio vertida em latim no Tom. 1. do mez de Iunho dia quinto da grande obra do Acta Sanctorum pag. 363. Fazem memoria de Fr. Ieronimo Ramos, como desta obra Souza Hist. de S. Doming. da Prov. de Portug. Part. 1. liv. 6. cap. 31. Ioan. Soar. De Brito Theatr. Lusit. Liter. lit. H. n. 27. Faria Europ. Portug. Part. 4. cap. 6. Cardozo Agiol. Lusit. Tom. 2. pag. 653. no Comment. de 22. de Abril letr. C. e Tom. 3. pag. 560. no Comment. de 5. de Iunho letr. A. Nicol. Ant. Bib. Hisp. Tom. 1. pag. 454. col. 2. onde se equivocou miseravelmente imaginando ser a vida que escreveo o nosso Fr. Ieronimo Ramos a que compoz do mesmo Infante Fr. Ieronimo Roman Erimita de Santo Agostinho quando entre huma, e outra mediaraõ dezoito annos de impressaõ. Echard. Script. Ord. Praed. Tom. 2. pag. 245. col. 1. Monteiro Claustro Domin. Tom. 3. pag. 232. Deixou imperfeito hum Volume escrito com perfeiçaõ, e dibuxado com curiosidade das

Armas, e Familias do Reyno de Portugal. fol.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]