D. IERONIMO SOARES. Naceo em Lisboa sendo filho de Ioaõ Alvares Soares da Veyga Avelar, e Taveira Provedor de Alfandega de Lisboa, e de D. Maria Soares de Mello. Aplicouse em a Universidade de Coimbra ao estudo dos Canones Pontificios em que recebeo o grao de Doutor. A modestia do semblante unida à integridade da vida o fizeraõ digno de ser Deputado da Inquisiçaõ de Lisboa, e Coimbra, Inquizidor em Evora, e ultimamente Deputado do Conselho Geral de que tomou posse a 23 de Abril de 1675. Neste anno passou a Roma com a incumbencia de Procurador do Tribunal de que era Ministro contra as injustas pertençoens dos Christaos Novos alcançando da Santidade de Innocencio XI. benevolo despacho da sua negociaçaõ. Restituido ao Reyno foy nomeado pela Magestade delRey D. Pedro II. Bispo de Elvas de cuja dignidade tomou posse a 15 de Mayo de 1690. Desta Cathedral foy transferido para a de Viseu onde fora Conego Doutoral fazendo a entrada publica a 6 de Iulho de 1695. No largo espaço de vinte, e sinco annos que governou esta Igreja deu repetidos argumentos da sua vigilancia, e charidade para com as suas ovelhas que com excessivo sentimento o lamentaraõ defunto a 28 de Ianeiro de 1720. quando contava 85 annos de idade. Fazem honorifica memoria do seu nome o Reverendissimo P. Ioaõ Col Cathal. dos Bisp. de Viseu §. 67. Ignacio de Carvalho, e Souza Cathal. dos Bisp. de Elvas. §. 10. Fr. Pedro Monteiro Cathal. dos Deput. da Inquis. de Coimbra n. 107. Cathal. dos Deput. de Lisboa: n. 101. Cathal. dos Inquisid. de Evor. n. 57. E Cathalog. dos Deput. do Cons. Ger. n. 62. Publicou.

Consensus Constitutioni Unigenitus praestitus. Ulyssipone apud Paschalem da Sylva Typ. Reg. 1719. 4.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]