ANTONIO LOBO DE BARBOSA FERREIRA TEIXEIRA GIRÃO, 1.º Visconde de Villarinho de S. Romão em 1835, Par do Reino, Deputado ás Côrtes constituintes em 1821, Prefeito das provincial de Traz os Montes e Extremadura em 1834, Socio da Academia R. das Sc. de Lisboa, da Sociedade Promotora da Industria Nacional, etc.-N. na provincia de Traz os Montes a 5 de Novembro de 1785. (V. Resenha das familias titulares de Portugal )-E.

965) Tractado theorico e practico da Agricultura das vinhas, da extracção do mosto, bondade e conservação dos vinhos, e da distillação das aguas ardentes. Lisboa, 1822. 4.º com estampas.

966) Analyse do Manifesto que o Principe Real fez ás Nações da Europa. Ibi, 1822. 4.º de 52 pag.

967) Traducção livre, ou imitação da Satyra de Boileau, denominada a Satyra do Homem. Ibi, na Imp. Regia 1827. 8.º de 20 pag.-É em quadras hendecasyllabas. (Ha outra traducção d’esta satyra, totalmente diversa, e de auctor anonymo, cujo titulo é: Satyra do Homem, composta em francez por Boileau Despreaux, trasladada em verso solto portuguez por ***. Lisboa, na Off. de João Procopio Corrêa da Silva 1800. 8.º de 78 pag., com 453 versos, que acabam a pag. 17, e o resto até o fim contém illustrações e notas do traductor.)

968) Memoria sobre os pesos e medidas de Portugal, sua origem, antiguidade, denominação e mudanças que têem soffrido até nossos dias, bem como a reforma que devem ter: acompanhada de varias tabellas de reducçcão e comparação de todas as medidas e pesos do mundo conhecido, amigos e modernos, com os actuaes de Lisboa. Lisboa, na Imp. Nacional 1833 fol. de 111 pag.

969) Memoria historica e analytica sobre a Companhia dos Vinhos, denominada da Agricuttura das Vinhas do Alto Douro. Ibi, na mesma Impr. 1833. 4.º

Parece‑me ser esta obra o que de mais completo se escreveu ácerca d’esta instituição. Todavia, havendo grande numero de opusculos e memorias, escriptos por diversos individuos, e em tempos differentes, nos quaes a mesma instituição foi apreciada sob influencias já contrarias, já favoraveis, julguei a proposito descrever todos successivamente, reunindo‑os debaixo de um só titulo, e formando d’elles um artigo especial, em graça d’aquelles que carecendo de estudar este assumpto, quizerem adquirir noções cabaes do que se ha dito pró e contra este estabelecimento. (V. Memorias ácerca da Compahia dos Vinhos do Douro.)

970) Traducção livre, ou imitação do Lutrin ou Estante do Côro, Poema de Mr. de Boileau. Lisboa, na Imp. Nacional 1834. 8.º de 67 pag.-Esta versão é feita em outava rima; e em conformidade com o seu titulo, affasta‑se muitas vezes da letra e sentido do original.

971) Historias de Meninos, para quem não for creança, escriptas por um homisiado que soffreu o martyrio de estar escondido cinco annos e dous mezes. Ibi, na mesma Impr. 1834. 8.º de 292 pag.- Segunda edição, ibi 1835. 8.º (Sahiu sem o nome do auctor.)

972) Memoria sobre a economia do combustivel por meio de varios rmelhoramentos que se devem fazer nos lares ordinarios, fornalhas, fornos e fogões. Ibi, na mesma Imp. 1834. 4.º de 223 pag. com 4 estampas.

973) Economia rural e domestica, ou Ensaio sobre os gados lanigero e cornigero, sobre o methodo de os crear, apascentar, preservar das doenças que lhes são proprias, e curar‑lhas quando as tiverem: bem como sobre a maneira de tractar os animaes domesticos de todas as qualidades, particularmente os cavallos, com avisos mui importantes aos lavradores etc. Ibi, 1835. 4.º 2 tomos.

974) Reflexões critical sobre os projectos e argumentos que se tem feito contra as Prefeituras. Ibi, na Imp. Nac. 1835;. 4.º de 16 pag.

975) Arte do Cosinheiro e do Copeiro, compilada dos melhores que sobre isto escreveram modernamente……  dada á luz por um amigo dos progressos da civilisação. Lisboa, na Typ. da Sociedade Propagadora dos Conhecimentos uteis. 1841. 8.º gr. de VII‑320 pag. com tres estampas. (Posto que sahisse anonyma, consta ser sua, por informação de pessoas fidedignas que assim m’o asseguraram.) Tenho idéa que d’esta obra se fez segunda edição, mais augmentada e correcta.

976) Reflexões criticas e artisticas sobre a edifcação do novo Theatro portuguez, denominado Theatro da Gloria. Ibi, na mesma Typ. 1842. 4 º gr. -Sahiu dividido em tres partes, contendo ao todo 24 paginas.

977) Tractado theorico e pratico sobre a maneira de construir fogões de sala economicos e salubres. Ibi, 1843. 4.º

978) Manual pratico da cultura das batatas, e do seu uso na economia domestica. Publicado pela Academia Real das Sciencias. Ibi, naTyp. da mesma Acad. 1845. 4.º

979) Memoria sobre a Epiœnnonia, ou molestia geral das vinhas. Ibi, na mesma Typ. 1857. 4.º gr. de 57 pag.-Sahiu tambem no tomo I parte II das Mem. da Acad. (Nova serie, Classe 1.ª)

Além de todo o referido, e de mais algumas obras que talvez escaparam á minha indagação, escreveu numerosos artigos para a Revista Universal Lisbonense, para os Annaes da Sociedade Promotora da Industria Nacional, e pare outros periodicos litterarios.

 

[Diccionario bibliographico portuguez, tomo 1]