IERONIMO DIAZ LEYTE natural da Cidade do Funchal Capital da Ilha da Madeira, e Conego na Cathedral da sua Patria. Foy domestico da Caza dos Condes da Calheta Donatarios desta Ilha pelos annos de 1590. Teve natural inclinaçaõ para a Poezia, e estudo da Historia profana. Escreveo.

Insulana, ou descubrimento, e louvores da Ilha da Madeira. Poema em Outava Rima, que consta de 7 Cantos, e se conserva na Livraria do Excellentissimo Duque de Lafoens, que foy do Eminentissimo Cardial de Souza. Posto, que naõ tenha o nome do Author no frontispicio da obra, o declara hum Soneto de Diogo Mendes de Paredes escrito ao principio do Poema. Desta obra, e seu author faz breve memoria o Padre Antonio Cordeiro Hist. Insul. liv. 3. cap. 15.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]