Fr. IERONIMO DE IESUS. natural de Lisboa donde com rezoluçaõ mayor que a idade passou a Castella, e no Convento de Granada de religiosos Franciscanos recebeo o habito desta serafica Familia. Inflamado com o santo zelo de reduzir almas ao gremio da Igreja discorreo apostolicamente pelas Ilhas Filipinas, e Imperio do Iapaõ sendo companheiro do B. Ioaõ Baptista, e outros religiosos, e Terceiros da Ordem Serafica que com o sangue derramado testemunharaõ em Naganzaqui as verdades da Religiaõ Catholica a 5 de Fevereiro de 1595. e suposto que naõ teve a gloria do martyrio a mereceo com o ardente dezejo de ser victima da impiedade de Taicusama, confessando a fè do Crucificado. Por morte deste Tyrano buscou em o anno de 1599. a Cidade de Yendo em o Iapaõ para theatro das suas evangelicas emprezas onde colheo desta agreste vinha copiosos frutos, convencendo Bonzos, derrubando Pagodes, levantando Templos, bautizando Gentios, libertando a muitos corpos do demonio, e obrando estupendas maravilhas. Por ordem delRey de Quanto foy mandado por Embaxador ao Governador das Ilhas Filippinas para estabelecer a confederaçaõ, e comercio, que dezejava, e como conseguisse esta negociaçaõ voltou para o Iapaõ onde piamente falleceo em 29 de Dezembro, e foy sepultado na Capella dos Santos Martyres dos quais fora companheiro, situada no Convento dos Religiosos Menores. Escreveo.

Relaçaõ dos sucessos do Japaõ escrita de Meaco a 20 de Dezembro de 1598. Sahio impressa na Hist. das Ilhas del Archipelago y Reynos de la gran China composta por Fr. Marcello de Ribadaneira Franciscano liv. 5. cap. 32. e 33.

Cartas varias. Sahiraõ impressas por Fr. Joaõ de Santa Maria Chron. da Prov. de S. Jozè Part. 2. liv. 3. cap. 25. 26. e 27. Algumas se conservaõ M. S. no Archivo do Convento de S. Gil de Madrid, e as vio Fr. Ioaõ de Santo Antonio como escreve na Bib. Francisc. Tom. 2. pag. 73. col. 1. Deste insigne Varaõ faz memoria illustre Fr. Artur à Monast. Martyrolog. Francisc. pag. 635. e 637.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]