P. IACOB BERNARDES filho de Jacob Bernardes, e Maria de Santo Antonio de Castilho naceo em a Cidade de Lisboa, e em a do Porto recebeo a roupeta da Congregaçaõ do Oratorio a 8 de Setembro de 1685. Nesta igualmente douta, que virtuosa palestra adquirio todas aquellas partes constitutivas de hum perfeito Congregado. Foy Lente de Filosofia, e o primeiro da Theologia que teve aquella Congregaçaõ, Examinador Synodal do Bispado do Porto, e Confessor de seu Illustrissimo Prelado D. Thomas de Almeyda, hoje dignissimo Patriarcha de Lisboa, e Cardial da Igreja Romana. O seu mayor disvelo era a reforma dos custumes, e conversaõ dos pecadores para cujo efeito discorria incansavelmente pelo Reyno em continuas Missoens. Estando em a Villa do Conde pregando apostolicamente a hum numeroso auditorio, suspendeo o discurso, e pedindo perdaõ aos ouvintes lhe affirmou que certamente morria pois Deos lhe despachara a petiçaõ, que lhe fizera de acabar a vida no ministerio de Missionario, e proferidas estas palavras foy acometido de hum estupor, que o privou dos sentidos, porem sendo-lhe restituidos recebeo com grande piedade os Sacramentos na Igreja em que estava pregando, e degenerando o estupor em apoplexia, falleceo na menhãa do dia seguinte de 16 Novembro de 17I8. repetindo o Santissimo Nome de IESUS. Foy levado o seu Corpo com huma numerosa Comitiva da Villa do Conde à Igreja dos Religiosos de S. Francisco onde lhe deraõ decente sepultura. Imprimio.

Sermoens, e Practicas I. Tom. Coimbra por Joaõ Antunes. 1714. 4.

Segundo Tomo. ibi pelo dito Impressor. 1716. 4.

Terceiro, e quarto estavaõ promptos para a impressaõ.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]