P. FRANCISCO DE SOUZA natural da Ilha de Taparica celebre pela pescaria das Baleas situada tres legoas defronte da Cidade de S. Salvador da Bahia Capital da America Portugueza. Pela viveza do engenho de que logo na puericia deo evidentes sinaes recebeo em o Noviciado de Goa a Roupeta de Jesuita, e passando logo a Portugal partio no anno de 1647. com outros companheiros deste Sagrado Instituto para a India onde aprendeo as sciencias amenas, e severas em que sahio egregiamente versado, e se occupou no ministerio do Pulpito, que lhe conciliou universaes applausos. Segunda vez voltou a este Reyno donde embarcado em a Nào S. Pedro de Alcantara se restituhio no anno de 1665. ao Oriente. Havendo administrado por alguns annos com fervorozo zelo a Vigairaria da Igreja de N. Senhora das Neves na Ilha de Salsete foy Preposito da Casa Professa de Goa em cujo lugar mostrou a summa prudencia de que era ornado, e Deputado da Inquisiçaõ da mesma Cidade de que tomou posse a 9. de Agosto de 1700. Cheyo de merecimentos, e annos que excediaõ de 81. falleceo no Collegio de S. Paulo de Goa no anno de 1713. Compoz obrigado da obediencia imposta pelo Geral o P. Tyrso Gonzalves.

Oriente conquistado a Jesu Christo pelos Padres da Companhia de JESUS da Provincia de Goa. Primeira Parte, na qual se contem os primeiros vinte e dous annos dessa Provincia. Lisboa por Valentim da Costa Deslandes Impressor de Sua Magestade. 1710. fol.

Oriente conquistado, &c. Segunda Parte na qual se contem o que se obrou desde o anno de 1564. atè o anno de 1585. Lisboa pelo dito Impressor. 1710. fol.

Oriente conquistado, &c. Terceira Parte. Conserva-se M. S. no Collegio de Santo Antaõ desta Corte. fol.

Nesta obra se admiraõ felizmente unidas a clareza do methodo, a elegancia do estilo, e a sciencia da Geografia, e Chronologia, partes constitutivas de huma perfeita Historia merecendo seu Author pela exacta observancia com que practicou os seus preceitos, ser collocado entre a classe dos seus mais insignes Professores.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]